Novo auxílio de R$ 150 programado para novembro. Saiba quem tem direito

O Novo Auxílio Emergencial foi anunciado pelo governo do Amazonas e deve atender cerca de 300 mil pessoas. 

Conforme o divulgado, o governo do Amazonas pretende transformar um Auxílio Emergencial em um benefício fixo para os residentes do estado, de modo a manter os pagamentos a partir de novembro. 

A ideia é conceder um valor fixo equivalente à cota mínima do benefício federal, no caso, R$ 150.  Esta quantia pretendida seria paga mensalmente através de um cartão físico, o qual poderia ser utilizado apenas em estabelecimentos credenciados pelo estado. 

Tal medida foi tomada como uma maneira de combate ao número de fraudes no auxílio, dado que o intuito é credenciar apenas estabelecimentos que forneçam  produtos essenciais, como os alimentícios e de higiene pessoal.  

Conforme informações oficiais, é estimado que o benefício fixo ampare por volta de 300 mil amazonenses, sendo deste montante 158 mil moradores da capital Manaus, e outros 142 mil distribuídos em cidades menores do interior do estado. A pretensão do governo é estabelecer o novo benefício em novembro, justamente, após o fim da distribuição do Auxílio Emergencial em nível federal. 

Quem terá direito ao auxílio fixo de R$ 150  

Ainda não foi estabelecido as regras oficiais para o benefício, todavia, já se pode dizer que o destino dos pagamentos do novo auxílio fixo, são pessoas de baixa renda que residem no estado do Amazonas. Confira as condições de concessão pretendidas: 

  • Morar no estado do Amazonas; 
  • Possuir renda mensal por cabeça igual ou inferior a meio salário mínimo (R$ 550 em 2021); 
  • Estar devidamente inscrito no Cadastro Único (Cadúnico); 
  • Possuir idade superior a 18 anos. 

Outro fator relevante, trata-se da preferência de concessão do benefício a integrantes do Bolsa Família. Sendo assim, pode-se concluir que este grupo poderá ser contemplado por dois benefícios, conforme a regra do novo auxílio.

Comentários estão fechados.