Novo RG: veja quando a nova versão passa a ser obrigatória

Para quem tem a idade de 60 anos, a identidade antiga ainda terá uma validade de 10 anos

O novo RG, segundo o Governo Federal, vai facilitar a vida do cidadão brasileiro. A mudança será adotada em todo o território nacional. A nova versão da carteira de identidade unifica o número do documento por meio do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

O anúncio do novo RG deixou o brasileiro em dúvida, muitos ainda não sabem quando será obrigatório a mudança do antigo RG pelo novo. O medo do cidadão é que o documento atual deixe de valer com a chegada do novo RG.

De acordo com o governo, a adequação dos institutos de identificação para emitir o novo documento terá um prazo, eles terão até o dia 6 de março de 2023 para se adaptarem às mudanças. Com isso, quem tiver o documento antigo, ele continuará valendo por alguns anos.

Para quem tem a idade de 60 anos, a identidade antiga ainda terá uma validade de 10 anos, os que já passaram dos 60 anos, ele será aceito por tempo indeterminado.

Emissão do novo RG

O novo RG será unificado ao Cadastro de Pessoa Física, ou seja, o número do novo Registro Geral será o mesmo do CPF do cidadão.

Para você emitir o novo documento de identidade, deverá apresentar a certidão de nascimento ou de casamento em formato físico ou digital.

A emissão do RG traz uma novidade, a emissão em formato digital e o formato físico também continuará existindo. A númeração será única para cada pessoa e a autenticidade poderá ser verificada por QR Code (mesmo estando offline). 

Informações serão resumidas na nova documentação, entre elas estão:

identificação do órgão expedidor, número de identificação;

nome, filiação, sexo, nacionalidade e local e data de nascimento do cidadão;

fotografia, em proporção que observe o formato 3×4 cm, seguindo padrão da Organização Internacional da Aviação Civil (OACI), assinatura e impressão digital do polegar direito;

elementos novos para verificação da autenticidade;

informações sobre o grupo sanguíneo e fator RH, além da disposição de doar órgãos em caso de morte.

A nova carteira de identidade começou a valer no dia 1° de março deste ano. O novo modelo de RG  terá a seguinte validade:

  • Pessoas com idade entre 0 a 12 anos  – validade de 5 anos
  • Pessoas com idade entre 12 a 60 anos – validade de 10 anos
  • Pessoas com idade a partir dos 60 anos – validade indeterminada.

E quem não tem CPF

A pessoa que não tiver CPF não precisa se preocupar, neste caso, o próprio órgão de identificação gerará um número de CPF que será utilizado no novo RG.

A versão eletrônica do novo RG poderá ser acessada por meio do aplicativo de celular GOV.BR.

Comentários estão fechados.