Novo teto da aposentadoria do INSS para 2021

0

Essa semana, mais especificamente nesta última terça-feira(17) o governo divulgou uma nova estimativa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que se elevou de 2,35% divulgados em agosto, o que ele varia o salário-mínimo para R$ 1.067 para 4,1%.

Com resultado superior ao esperado todos os benefícios pagos pelo INSS definidos com base no salário-mínimo devem ter um novo reajuste. Com isso o salário mínimo deve ser maior do que a previsão de agosto podendo chegar a R$ 1.088.

Através da revisão da inflação divulgado pelo governo o salário mínimo que estava previsto desde agora em R$ 1.067 para 2021 agora deverá ser alterado para R$ 1.088.

INSS

Conforme o boletim Macrofiscal, é bem provável que o indicador feche não mais em 2,09% e sim em R$ 4,1%. Logo, o piso terá uma alta e deverá ser de R$ 1.087,84 e arredondado para R$ 1.088.

O INPC também atinge os benefícios do INSS, sejam eles os benefícios de assistência social ou previdência, incluindo o BPC, como também o auxílio-doença, auxílio acidente e pensão que devem ter um reajuste de 4,1%

Com o reajuste para o ano que vem o teto do INSS também deverá ter um aumento significativo, podendo passar de R$ 6.101 que é o teto deste 2020 para R$ 6.351 no ano que vem.

Dica extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise.

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.