Os aposentados e pensionistas estão de olho no teto máximo INSS 2020. Nesta terça-feira, o Ministério da Economia finalmente publicou o valor do reajuste para aqueles que recebem mais de um salário mínimo da Previdência Social.

Com mais de 35 milhões de aposentados e pensionistas, o sistema previdenciário brasileiro vem sendo, nos últimos meses, personagem central de grandes debates e polêmicas. Para o ano de 2020, os beneficiários do INSS podem esperar um reajuste de 4,48%, desde que o pagamento seja superior a R$998. Vale lembrar que, no ano passado, esse porcentual foi de 3,43%.

O INSS já liberou calendário de 2020 com as datas de pagamento. Consulte a tabela para saber quando o seu dinheiro estará disponível para saque, mês após mês.

O que é o teto da aposentadoria?

Quando pensamos sobre o que é o teto da aposentadoria, a resposta é bastante simples: o teto nada mais é que a quantia máxima que poderá ser paga pelo Estado ao aposentado.

O teto da aposentadoria precisa ser estipulado por uma razão simples: muita gente, ao se aposentar, está ganhando salários que ultrapassam meteoricamente os valores do salário-mínimo…

Imagine que custoso para o governo ter que continuar pagando essas pessoas de acordo com o que elas ganhavam anteriormente?

É justamente por isso que existe o teto da aposentadoria: para limitar os gastos com a previdência e não desequilibrar ainda mais o sistema previdenciário brasileiro.

Valor do teto máximo INSS 2020

A partir de janeiro de 2020, tanto aposentados quanto pensionistas passarão a receber seus benefícios com o tão aguardado reajuste de 4,48%.

O reajuste vale para quem recebe valores superiores ao salário mínimo. Em relação ao teto do INSS 2020, podemos afirmar que ele chegou a subiu de R$5.839,45 para R$ 6.101,06. O aumento é de R$261,61.

Conforme determina a legislação, o teto da aposentadoria é definido com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor, sempre do ano anterior. Em 2019, de acordo com dados do IBGE, o INPC foi de 2,07%. Em 2018, por sua vez, a porcentagem subiu para 3,43%. Agora, o índice ficou em 4,48%.

Como conseguir aposentar com o teto?

Agora que você já está ciente do valor do teto máximo INSS 2020, vamos à pergunta que não quer calar: afinal, como conseguir aposentar com o teto? Bem, esse é o grande desejo de todos os aposentados, certo? Não é nada mal receber do Estado um cheque mensal de mais de R$6 mil!

O que acontece é que, ao aposentar-se no Brasil hoje, você tem que entrar em uma verdadeira dança da matemática. São cálculos e mais cálculos que definirão o valor a ser recebido por você enquanto aposentado ou pensionista.

Porém, existe uma forma simples (e cara) de aposentar-se com o teto máximo do INSS: contribuindo com 11% do valor do teto durante pelo menos 40 anos.

Além de contribuir com base no teto do INSS, é necessário ter idade mínima e o tempo de contribuição suficiente para se aposentar com o valor máximo. Esses dois pontos, foram alvos da reforma da previdência.

A partir de março de 2020, alíquotas de contribuição também serão alteradas. Elas vão variar de 7,5% a 14%. Quem recebe entre R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06 com carteira assinada terá que recolher 14% ao invés de 11%, como costumava ser.

Contribuições mensais

As alíquotas, referentes às contribuições de janeiro, serão mantidas em 8% para quem ganha até até R$ 1.830,29; 9% para quem ganha entre R$ 1.830,30 e R$ 3.050,52 e 11% para salários de R$ 3.050,53 a R$ 6.101,06.

As novas alíquotas de contribuição entram em vigor em contribuição a partir de 1º de março de 2020. Elas são progressivas, ou seja, a porcentagem incide sobre a parcela do salário.

Veja, abaixo, quais são as novas faixas de recolhimento:

  • Salários de até 1.039,00: 7,5%;
  • Salários de R$ 1.039,01 até R$ 2.089,60: 9%;
  • Salários de R$ 2.089,61 até R$ 3.134,40: 12%;
  • Salários de R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06: 14%.

Situação de quem recebe até um salário mínimo

Quem recebe até um salário mínimo de aposentadoria ou pensão será prejudicado. Nesses casos, o reajuste foi de 4,1%, aumentando o piso nacional de R$998 para R$1.039,00. Para se igualar a inflação, o salário mínimo devia ser aumentado para R$ 1.042,71. É importante lembrar que 70% dos aposentados e pensionistas do INSS recebem um salário mínimo.

Se aposentar com o teto está cada vez mais difícil

Segundo os especialistas, mesmo funcionários que em algum momento passaram a receber altos salários em suas empresas, terão dificuldades para aposentar com o teto máximo do INSS.

A Previdência Social calcula o valor da aposentadoria considerando todas a média de todas as contribuições durante a vida laboral. Com a reforma em vigor, 20% das menores contribuições não são mais descartadas. . Portanto, a grande maioria dos brasileiros não está apta a receber o teto.

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS



Conteúdo original INSS.BLOG.BR