Uma boa gestão empresarial demanda envolvimento por parte de diversos setores de um negócio.

Dentro da rotina administrativa está também a emissão dos documentos fiscais eletrônicos (NF-e, CT-e e outros), que é essencial para a credibilidade da sua empresa. 

Por meio desse documento é possível comprovar a legalidade das mercadorias, o pagamento dos tributos e a contabilidade de uma empresa. 

A nota fiscal possui dados e informações relevantes, como o Número Sequencial Único (NSU). 

Vamos explicar melhor neste post!

O que é e para que serve o NSU?

Basicamente, o NSU é um número único gerado para identificar uma transação.

Ele é gerado pelo Ambiente Nacional da Sefaz para os interessados nos Documentos Fiscais (emitentes, destinatários, transportadores e terceiros).

Com isso, é possível acessar a Eventos, Resumo de NF-es e NF-es Completas.

Na hora de consultar documentos fiscais, é preciso informar o NSU para receber um arquivo compactado contendo todos os documentos que contenham  o respectivo número.

Um NSU poderá conter até 50 documentos com informações resumidas ou completas; esse código numérico é necessário para identificar quaisquer eventos que possam ocorrer com a venda, como estorno, chargebacks e ajustes. 

Cada contribuinte pode identificar todas as citações de seu CNPJ no ambiente dos documentos fiscais eletrônicos por meio do NSU.

Ele funciona como um “RG” de cada documento destinado nos documentos fiscais. 

Além disso, possibilita que a empresa fiscalize como o seu CNPJ está sendo referenciado, evitando fraudes e prejuízos com emissões erradas, de seus prepostos e de terceiros.

Número Sequencial Único

Após realizar uma consulta, você receberá um arquivo com os campos referentes ao NSU, sendo eles maxNSU e ultNSU.

Qual a importância do NSU?

É muito importante manter o registro de todos os NSUs de uma empresa.

Por meio desse número é possível ter o controle de conciliação de todos os eventos do seu negócio como: vendas, baixa do cartão, estorno, cancelamentos etc.

Quando a empresa incorpora o NSU em suas outras atividades, os procedimentos ganham maior rastreabilidade, integração e controle.

Como identificar o NSU?

Você pode conferir o NSU nos comprovantes de venda impressos pelas adquirentes.

Cada adquirente demonstra de uma maneira única a exibição desse código.

Em alguns casos o NSU está demonstrado após a sigla “CV” e, em outros, o NSU está demonstrado após a sigla “DOC”.

No caso da adquirente Stone, o NSU está demonstrado após a sigla “StoneID”.

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: Azulis