Embora a surpresa tenha sido para todos, já que ninguém imaginava que passaríamos por bruscas mudanças em nossas rotinas por conta da pandemia, houve também gratas surpresas que reafirmaram a nossa capacidade de se adaptar aos novos cenários, tanto as planejadas, como as inesperadas,  como é o caso da crise gerada pela covid-19.

Foi o que percebeu a rede Park Idiomas, que, há mais de vinte anos atuando no ensino presencial, precisou a toque de caixa migrar as aulas para o formato online, por conta do isolamento social, que, inclusive, foi responsável por aumentar em cinco vezes o número de buscas por cursos de inglês, segundo o Google.

Passado o susto inicial dessa nova forma do ensino, Paulo Arruda, CEO da rede, conta que a evasão foi baixíssima e quase 90% das escolas conseguiram manter as matrículas, com pouca ou nenhuma desistência.

“Apesar de ninguém estar esperando por aulas online, nosso método facilitou bastante o processo, porque é baseado em 100% de conversação, rompendo o modelo antigo e pouco fluido de sala de aula, lousa e professor”, comenta o executivo. Outro fator decisivo para o sucesso é que aulas de gramática começam apenas nos três últimos módulos do curso, o  que torna natural o processo de falar.

Agora, as escolas oferecerão o ensino presencial – nas cidades em que já estão autorizadas – além de manter a opção online e até mesmo híbrida, mesclando as duas opções e entendendo que o aluno pode optar pelo o que lhe for mais conveniente.

O grande diferencial, portanto, é unir tecnologia – já que a rede não utiliza livros físicos e sim um aplicativo contendo o material didático – somado a um método disruptivo, que foca no estado emocional do aluno e no desenvolvimento de sua autoconfiança e não apenas em seguir um cronograma de ensino, como separar as aulas em passado, presente e futuro. 

A Park Idioma oferece cursos de inglês e espanhol de uma maneira em que os alunos aprendem de forma natural, com 100% de comunicação oral e com um método inovador, dentro de ambientes de descompressão: leves, coloridos e bem diferentes das tradicionais salas de aula.

Cadeiras e mesas dão lugar as poltronas e não há professores em frente ao quadro negro, já que eles se sentam junto aos alunos, provocando, assim, um papo descontraído, sem que se perceba que está já aprendendo.

A Park Idiomas é uma rede de franquias de escolas de inglês e espanhol criada em Uberlândia, interior de Minas Gerais, com o propósito de ser um ambiente capaz de desrracionalizar o ensino de outra língua e tornar, dessa forma, o aprendizado mais natural e assertivo