O que é dólar PTAX e como funciona

0

O dólar PTAX é divulgado 4 vezes ao dia e serve como base para diferentes operações comerciais, de viagens e contratos de câmbio.

Entenda como funciona!

O dólar PTAX é uma taxa de câmbio utilizada para calcular o valor dos gastos internacionais, realizados em uma viagem, por exemplo.

Apesar de não ser obrigatória, é uma referência para as instituições financeiras.

Por isso, seus dados são divulgados todos os dias pelo Banco Central.

Além do mais, os valores são adotados como base por diferentes setores

Neste post explicamos melhor o que é e como funciona o dólar PTAX.

Entenda mais! 

O que é o dólar PTAX?

O dólar PTAX consiste em uma taxa de câmbio adotada para a cotação do dólar. 

Ela é definida todos os dias pela média das operações em moeda estrangeira realizadas entre os bancos autorizados a operar com câmbio.

Por isso, sua divulgação é diária.

A PTAX existe, porque as taxas de câmbio no Brasil são calculadas de forma livre, ou seja, com base na oferta e na demanda.

Assim, a fórmula é embasada na média ponderada das alíquotas de compra e venda dos boletins diários.

A partir de seu resultado, o dólar PTAX demonstra quanto em reais é necessário para adquirir uma unidade da moeda americana.

Por exemplo, R$ 5 compra 1 dólar.

Para que serve o dólar PTAX?

A taxa serve para definir o valor médio das transações realizadas em dólar a cada dia.

Por isso, ajuda a definir a cotação do dólar turismo e, por consequência, das compras feitas em viagens internacionais.

Ainda interfere em outras operações, como os contratos financeiros.

Devido a sua importância, a cotação do dólar PTAX é divulgado em diferentes horários do dia.

Eles são:

  • entre as 10h e às 10h10min, que representa a taxa de abertura;
  • entre as 11h e às 11h10min, que consiste em uma taxa intermediária;
  • entre as 12h e às 12h10min, que também é uma taxa intermediária;
  • entre as 13h e às 13h10min, que registra o fechamento do dia.

Mais do que os valores diários, uma das taxas mais relevantes é definida no último dia do mês.

Isso porque ela é fixada para o mês seguinte como base para os contratos cambiais negociados na bolsa de valores.

Essa é a PTAX mensal.

Influência da taxa PTAX

O dólar PTAX impacta tanto o mercado quando o seu dia a dia.

No primeiro caso, há influência em boa parte dos contratos financeiros.

O efeito é ainda maior na última janela do dia e do mês.

Nesses momentos, a taxa gera volatilidade no mercado cambial.

Geralmente, a situação é derivada dos dealers, ou seja, instituições autorizadas a intermediar a negociação de moedas.

Eles buscam influenciar a formação do dólar PTAX para se beneficiarem.

Em relação ao seu dia a dia, o maior impacto está relacionado às viagens internacionais.

Essa é a cotação que determina a conversão dos valores de saques e gastos nos cartões de crédito em outros países.

Outra influência do dólar PTAX é no preço dos produtos importados.

Como os revendedores adquirem os itens no exterior e o dólar PTAX é a base da transação, ela pode aumentar o valor cobrado, se a cotação estiver elevada no momento da operação.

Apesar de sofrerem menos influência, os produtos nacionais também podem ser impactados pelo PTAX.

Isso acontece quando eles têm materiais e peças importadas. 

Marcelo Casall Jr/Agência Brasil

Como o dólar PTAX é calculado?

Como destacamos, a cotação do dólar PTAX é divulgado em quatro janelas durante o dia.

De acordo com os dados registrados durante o dia, é feita a média.

Assim, após a última consulta — mais especificamente por volta de 13h30min — é divulgado o dólar PTAX.

É importante destacar que o Banco Central faz a consulta todos os dias úteis nos dealers.

Portanto, as confirmações nos bancos servem de base para as quatro cotações divulgadas durante o dia.

Essa análise dura cerca de dois minutos. 

Com a última consulta, é feita a média ponderada, ou seja, que ignora as duas maiores e as duas menores taxas de câmbio repassadas.

Em cada uma das janelas, o cálculo também é realizado dessa forma tanto para o preço de compra quanto o de venda.

Além disso, a diferença entre eles é determinada pelo spread.

Os resultados obtidos podem ser verificados no site do Banco Central ao final de cada janela.

A divulgação de cada um dos períodos do dia é imediato.

Basta selecionar a opção “Boletins intermediários de taxa de câmbio em uma data”.

Depois disso, determine a data que deseja consultar.

Você verá um gráfico e uma tabela.

Diferenças entre dólar PTAX compra e venda

As duas operações equivalem às médias das consultas diárias.

No entanto, o objetivo é diferente.

No caso da PTAX de compra, ela consiste na taxa paga pelas instituições na hora da venda das moedas aos clientes.

Por sua vez, o dólar PTAX de venda é voltado para quem faz compras internacionais ou saques no exterior com o cartão de crédito.

Nessa situação, quem comercializa a moeda ao cliente é a administradora do cartão.

Como resultado, a PTAX de venda tende a ser mais elevada do que a de compra.

Isso acontece porque a transação de comercialização agrega os custos operacionais das instituições financeiras.

Dólar PTAX x turismo x comercial: quais são as diferenças?

Para finalizar, é importante entender a diferença entre as cotações.

Normalmente, fala-se em dólar turismo e comercial.

O primeiro é usado na compra de moedas estrangeiras, tanto em bancos quanto em corretoras.

Por sua vez, o dólar comercial é adotado no pagamento e no recebimento de valores em operações de importação e exportação.

É a cotação real, porque não sofre acréscimo de lucro e é utilizada como base para a maioria das transações no Brasil e no mundo.

Por fim, o dólar PTAX é a média ponderada das cotações repassadas pelas instituições financeiras.

Portanto, ela influencia tanto no dólar turismo quanto no comercial.

No momento em que a bolsa de valores encerra as negociações e determina a PTAX, ela é usada com o dólar comercial.

O turismo também a considera, mas acrescenta custos adicionais ou margem de receita.

Por isso, na hora de fazer uma transferência internacional, é importante utilizar uma plataforma que considere o dólar comercial e seja transparente com relação aos custos.

Isso é o que a Remessa Online faz.

Com a cobrança de 1,3% por operação e tarifa zerada em transações acima de R$ 2.500, você consegue economizar.

Da mesma forma, a taxa de câmbio comercial traz mais garantia às suas transferências de dinheiro para outros países.

Desse modo, você executa as suas operações com segurança e rapidez, sem deixar o dólar PTAX interferir negativamente na sua vida financeira.

Isso traz mais garantias na hora de enviar e receber dinheiro do exterior.

Achou interessante e quer conhecer mais sobre o serviço de transferências internacionais? Conheça o site da Remessa Online, entenda como as operações funcionam e faça a simulação de cobranças.