É bem provável que você já tenha ouvido o termo governança corporativa por aí, afinal, esse tem se tornado um assunto realmente muito importante no ambiente empresarial. Por isso, se você ainda não entende bem o que é governança corporativa, confira aqui o significado desse termo e veja por que ele tem ganhado tanto destaque no mundo dos negócios.

Qual o significado de governança corporativa?

várias formas de definir o que é governança corporativa, mas segundo o IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) — órgão especializado no assunto —, governança corporativa é:

“Um sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas, envolvendo os acionistas e os cotistas, Conselho de Administração, Diretoria, Auditoria Independente e Conselho Fiscal. As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar o valor da sociedade, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua perenidade”.

Ou seja, podemos entender que a governança corporativa é como um sistema que dirige, monitora e incentiva as empresas, envolvendo um relacionamento entre os proprietários, os acionistas, diretoria e outros órgãos importantes, visando uma gestão empresarial mais transparente e que ofereça menos riscos para os investidores.

Apesar do conceito de governança corporativa ter surgido e se desenvolvido inicialmente nos Estados Unidos e na Inglaterra, essa nova forma de governança já chegou a vários países de todo o mundo, inclusive aqui ao Brasil.

[useful_banner_manager banners=12 count=1]

Algumas empresas brasileiras, inclusive, já são adeptas da governança corporativa, como as nacionais Petrobrás e Vale do Rio Doce, os bancos Itaú e HSBC, as empresas Telefônica, VIVO, Brasil Telecom, a TAM Linhas Aéreas e várias outras.

Quais são os benefícios proporcionados pela governança corporativa?

Essa transparência ao administrar a empresa acaba por gerar um desenvolvimento econômico sustentável, isso valoriza a empresa para os acionistas, gera confiabilidade entre eles e garante uma vida mais saudável ao negócio.

Além desses benefícios, uma boa governança corporativa é capaz de prevenir fatores que podem ser perigosíssimos para o desenvolvimento da empresa. Como, por exemplo, as fraudes, alguns erros no planejamento estratégico ou ainda abusos de poder, tanto da parte dos acionistas majoritários sobre os minoritários, como da diretoria sobre os acionistas, entre outros problemas que podem acabar minando o negócio.

As características e as ferramentas da governança corporativa

A governança corporativa conta com 8 características fundamentais para uma boa gestão, são elas:

  • a participação;
  • o estado de direito;
  • a transparência;
  • a responsabilidade;
  • a orientação por consenso;
  • a igualdade;
  • a eficiência;
  • e a accountability — prestação de contas.

Além de contar com essas importantes características para assegurar um melhor desenvolvimento da empresa, também é necessário que haja um controle da propriedade sobre a gestão. Para assegurar isso, a governança corporativa conta também com algumas ferramentas:

  • o conselho fiscal;
  • a auditoria independente;
  • e o conselho de administração.

Resumidamente, o que essa nova forma de governança propõe é uma administração mais clara, evitando fraudes, abusos de poder e erros estratégicos que possam comprometer o negócio. Ter um conselheiro e um sistema de governança corporativa qualificados tem um peso muito importante para quem procura uma boa forma de gestão, com benefícios e resultados.

Matéria em: http://blog.sage.com.br/gestao-contabil/o-que-e-governanca-corporativa/