Há algum tempo tenho escutado as pessoas comentarem sobre cadastro positivo. O que é isso e como funciona? No meu trabalho colegas disseram que serei cadastrada automaticamente, é isso mesmo?

Paula Sauer, CFP, responde:

Que bom tocar neste assunto. O cadastro positivo é um banco de dados montado por empresas especializadas, que avaliam o risco de crédito de empresas e de pessoas físicas com base no histórico que mostra o comportamento financeiro e comercial do usuário.

O assunto voltou à pauta recentemente porque o cadastro que foi normatizado pela lei 12.414/11, de 2011, sofreu no mês de abril de 2019, por meio da lei complementar 166/19, uma alteração importante.

Agora, a adesão ao cadastro positivo, assim como ocorre no negativo – que registra os maus pagadores – é automática, desde 9 de julho.

Sem a imposição de participação, o consumidor precisava se cadastrar e autorizar a coleta das informações. O banco de dados do cadastro positivo possui aproximadamente 10 milhões de pessoas; com a nova lei que torna a adesão automática, espera-se que o banco de dados alcance 130 milhões de pessoas.

O fato de se tornar compulsório, dividiu opiniões. Para a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil, a nova lei do cadastro positivo deve tornar o acesso ao crédito mais fácil e com juros menores para os consumidores adimplentes, uma vez que a visualização do cadastro dos hábitos de pagamento do cliente dará mais precisão na análise de crédito.

Com Valor Econômico

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.