O que levar em consideração antes de pedir um empréstimo?

Especialista da Creditas elenca pontos importantes para escolher a melhor opção de crédito e não se enrolar em dívidas.

0

Com o começo do ano, as contas começam a chegar.

IPTU, IPVA, matrícula e material escolar.

Além disso, as metas de reformar a casa, começar a estudar, investir no próprio negócio ou casar entram no orçamento.

Para organizar as contas e planos destes primeiros meses, pedir um empréstimo pode ser uma solução, mas é preciso ter atenção em alguns pontos antes de decidir solicitar um crédito.  

Segundo Otavio Machado, especialista em educação financeira da Creditas, plataforma líder em crédito e soluções 100% online para o consumidor na América Latina, todas as linhas de crédito podem ser boas, desde que sejam utilizadas para o fim correto.

Para isso, é fundamental pesquisar e estudar as opções.

Caso contrário, o risco de se endividar é grande.

Otavio elencou quatro pontos para se levar em consideração antes de fazer um pedido de empréstimo: 

1 –  Qual o motivo do empréstimo?

Antes de tudo, é importante pensar sobre a real necessidade que levou à busca do crédito e qual a finalidade do dinheiro.

Dessa forma, é possível entender qual modalidade tem o perfil e os prazos mais adequados e garantir que o dinheiro será usado da maneira mais saudável possível.

Alguns dos motivos podem ser:

  • Quitar dívidas do cartão de crédito: a dívida do cartão de crédito é uma das mais caras do mundo, ultrapassado os três dígitos em juros, sendo uma das principais causas do mau endividamento entre os brasileiros.
  • Para o casamento: fazer uma festa de casamento é, para muitos, um grande sonho. E muitos casais adiam o grande dia por questões financeiras.
  • Para reformar: transformar um imóvel por vezes é sinônimo de estresse por conta de imprevistos financeiros que surgem ao longo da obra e, de quebra, pode trazer um mau endividamento se não houver planejamento.
  • Empréstimo estudantil: recorrer a um financiamento é uma das principais formas de ingresso ao ensino superior por parte de milhares de jovens de baixa renda. 
  • Para investir no negócio: nem todo empreendedor possui a reserva financeira necessária para a abertura e manutenção inicial de uma empresa, por este motivo, muitos recorrem ao empréstimo para tornar o negócio possível. 

2 – Qual a situação financeira atual?

Além de definir um objetivo específico para a tomada de crédito, é essencial analisar a situação financeira atual e ter cuidado para não contratar uma opção com prazos muito curtos para pagar.

Dessa forma, é melhor optar por alongar o pagamento das parcelas para ficar com um orçamento mensal mais “folgado”.

O planejamento financeiro precisa estar em dia para confirmar se tem condições de arcar com as parcelas do empréstimo com tranquilidade.

Não esqueça: as prestações não podem apertar o orçamento e deixar sem recursos ao longo do mês”, explica Otavio. 

Para auxiliar no planejamento, optar por linhas de crédito com garantia é uma boa opção, já que oferecem juros mais baixos e prazos mais longos para pagar.

“O recurso precisa ajudar no controle financeiro e não ser a causa dele.”, finaliza Machado. 

empréstimo negativados

3 – Pesquise a empresa ideal

A internet possibilita o acesso muito mais simples às instituições que oferecem diversos tipos de empréstimos e conhecer bem a empresa onde se vai contratar é fundamental para fugir de golpes e de taxas de juros abusivas. 

“Fique de olho na imagem da empresa. Para isso, é importante conferir as redes sociais, os comentários no Reclame Aqui e consultar o site do Bacen, que identifica as empresas que estão autorizadas a conceder empréstimos. Quanto mais seguro com a escolha a pessoa estiver, melhor”, reforça Otavio. 

Solicitar um empréstimo em um banco tradicional implicará em trabalhar com uma instituição que possui altos custos operacionais.

Uma fintech ou empresa especializada em crédito online, possui gastos menores e o empréstimo fica mais barato.

4 – Conheça as taxas que serão cobradas

Para entender se as parcelas do empréstimo contratado realmente vão caber no bolso é importante saber o quanto será pago em juros e escolher as opções mais baratas.

Na Creditas, por exemplo, existem linhas de crédito com garantia que as taxas partem de 0,75% ao mês. 

“O ideal é escolher o empréstimo com os menores juros, assim, pode-se contratar uma quantia maior para pagar uma dívida ou reformar o imóvel com o mesmo valor de parcela que pegaria com uma taxa mais alta. Uma alternativa saudável é recorrer ao crédito com garantia de imóvel, de veículo ou o consignado privado. As parcelas são menores, os juros mais baixos e o prazo de pagamento mais longo, tornando-se a modalidade ideal para não comprometer todos os os recursos” finaliza Machado. 

A Creditas é a plataforma líder em crédito e soluções 100% online para o consumidor na América Latina, construída a partir de três ecossistemas: imobiliário, veículos e salário.