O que você precisa saber sobre a Jornada de Trabalho 12×36

0

Muitas dúvidas surgem para aqueles que laboram na chamada “Jornada de Plantões”, especificamente falaremos sobre a Jornada de Trabalho 12×36, aquela em que consiste em doze horas de trabalho diário fixos, seguidas de trinta e seis horas de descanso. O presente texto busca sanar algumas dúvidas mais frequentes sobre este tipo de jornada, auxiliando no aprendizado de trabalhadores e colegas.

A primeira grande questão, é sobre a constitucionalidade de tal jornada, após muito estudo chegou-se à conclusão que sim, a jornada 12×36 está de acordo com o artigo 7º, inciso XIII de nossa Constituição Federal. Respeita-se portanto, o montante de 220 horas.

Outro ponto é que na jornada abordada existe o direito ao trabalhador do intervalo intrajornada, aquele de no mínimo 1 hora e no máximo 2 horas determinado no artigo da 71, da CLT.

Nas jornadas de plantão noturnas (12×36 horas), permanece imperativa a incidência do adicional noturno superior ao diurno.

Para complementar o entendimento, ensina o ilustríssimo Maurício Godinho (Manual de Direito do Trabalho, 2015),

“É comum à negociação coletiva, nesses casos, entender que a duração horária para 60 minutos (ao invés da hora ficta reduzida do art. 73, § 1°, CLT), porém com o adicional noturno significativamente superior aos 20% do art. 73, caput, da CLT (35%, 40% ou 50%, ilustrativamente), preservando, desse modo, o diferencial determinado pela Constituição e pelo diploma legal trabalhista.”

Determina a súmula 444 do TST,

Súmula nº 444 do TST. Jornada de trabalho. NORMA COLETIVA. LEI. Escala de 12 por 36. Validade. É valida, em caráter excepcional, a jornada de doze horas de trabalho por trinta e seis de descanso, prevista em lei ou ajustada exclusivamente mediante acordo coletivo de trabalho ou convenção coletiva de trabalho, assegurada a remuneração em dobro dos feriados trabalhados. O empregado não tem direito ao pagamento de adicional referente ao labor prestado na décima primeira e décima segunda horas.

De acordo com a súmula, a Jornada de Trabalho 12×36, deverá ser prevista em lei ou ajustada exclusivamente mediante Acordo ou Convenção Coletiva de Trabalho, assegurada a remuneração em dobro pelo trabalho realizado nos feriados. Cabe ainda dizer, que a referida súmula veda o recebimento de Horas Extras pelo trabalho realizado na 11ª e 12ª horas.

É importante ressaltar que, em caso de descaracterização da Jornada 12×36, por exemplo, se com habitualidade o empregado trabalhar além do horário ajustado/determinado é possível o recebimento das horas extraordinárias, devido a aplicação da súmula 85 do TST. Entendimento firmado pelo Tribunal Superior do Trabalho em julgados recentes.

Por Fernanda Martins

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.