Obrigações da primeira quinzena de setembro: veja as principais datas e não perca o prazo

As empresas precisam cumprir mensalmente suas obrigações, para ficar em dia com o Fisco

O pagamento de impostos, assim como a prestação de contas através de declarações e da escrituração de documentos contábeis, estão entre as obrigações mensais das empresas. 

Isso garante a regularidade do negócio, então, para ajudar os gestores e contadores a acompanhar o prazo de cada uma delas, reunimos neste artigo as principais obrigações que devem ser cumpridas na primeira quinzena deste mês. Continue conosco e veja quais são elas: 

Recolhimento de impostos 

Termina hoje, dia 6, o prazo para que as empresas e contribuintes que estão sujeitos à arrecadação do FGTS (Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço), façam a transmissão da GFIP (Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social). 

Devem ser informados todos os dados que foram apurados entre os dias 1º a 31 de agosto. O mesmo vale quando não há o recolhimento para o FGTS. A transmissão é feita através do Sistema Empresa de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (Sefip), portanto, não se esqueça de utilizar a versão 8.4 . 

Declarações e escrituração de documentos

Para orientar os contribuintes, a Receita Federal disponibiliza uma agência tributária, onde é possível conferir as demais declarações, demonstrativos e documentos que são de interesse das pessoas jurídicas. Desta forma, separamos as principais obrigações que devem ser apresentadas nos próximos dias. São elas:

Dia 10: Alvarás para construção civil e documentos de habite-se

Deve ser enviado pelo Município, a relação de todos os alvarás para construção civil e documentos de habite-se que foram concedidos. Esses documentos se tratam de informações necessárias sobre a conclusão de obra. Desta forma, os dados apresentados este mês devem ser aqueles que foram apurados entre 1º e 31 de agosto. 

Dia 15: EFD-Contribuições

A Escrituração Fiscal Digital das Contribuições incidentes sobre a Receita deve ser apresentada mensalmente por todas as pessoas jurídicas sujeitas à apuração das referidas contribuições sociais, incidentes sobre o faturamento e a receita, nos regimes não cumulativo (Lucro Real) e cumulativo (Lucro Presumido), com base nos seguintes prazos de obrigatoriedade, definidos na Instrução Normativa RFB nº 1.252/2012. 

Sendo assim, em setembro, é preciso informar os dados apurados em julho. A EFD-Contribuições deve ser transmitida através da versão 5.0.0 do programa da EFD-Contribuições. Para as Sociedades em Conta de Participação (SCP), por sua vez, também se encontra disponível a versão 5.0.1.

Dia 15: DCTFWeb

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos, também deve ser apresentada até o dia 15. Nele deve conter os dados de julho. Esse documento foi estabelecido em 2018 e substitui a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social).

Sendo assim, deve ser transmitido através do  Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), por meio das informações que foram apresentadas no eSocial e da EFD-Reinf. Para isso, é necessário o uso de assinatura digital e certificado de segurança emitido por uma entidade credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). 

Dia 15: EFD-Reinf

A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais também deve ser apresentada até o dia 15. Através desta obrigação as empresas podem informar rendimentos pagos e retenções de imposto de renda, contribuições sociais, além da Contribuição Previdenciária sobre Receita Bruta (CPRB).

Essa obrigação é um dos módulos do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), que deve ser utilizado, em complemento ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.