Operação Thanos 4 combate furto e receptação de materiais de concessionárias de serviços públicos no RJ

Duas pessoas foram presas pelos crimes de furto de energia e receptação.

A Polícia Civil realizou a Operação Thanos 4, de combate ao furto e à receptação de equipamentos de concessionárias de serviço público nesta quinta-feira (30 de Junho).

Duas pessoas foram presas pelos crimes de furto de energia e receptação.

A força-tarefa é um desdobramento da operação Caminho do Cobre e tem o objetivo de reprimir e prevenir o comércio clandestino e a receptação de materiais metálicos, principalmente cobre, em ferros-velhos.

10 estabelecimentos foram fiscalizados nos bairros de Vicente de Carvalho, Cordovil, Cavalcanti, Colégio e Parada de Lucas, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Segundo as investigações, os alvos eram potenciais fornecedores de grandes recicladoras, sendo os primeiros a adquirirem os materiais saqueados das empresas de prestação de serviço público, e se situam nas áreas de maior incidência de crimes desta espécie. 

As operações da força-tarefa visam sufocar um dos elos da cadeia criminosa de receptação de cabos de cobre e outros equipamentos das concessionárias de serviços públicos, como: (baterias estacionárias, cabos de fibra óptica, materiais de ferrovias, geradores, transformadores e placas metálicas), que afetam a continuidade da prestação de serviços essenciais e trazem sérios transtornos e riscos à população em geral.

A ação foi deflagrada pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com o apoio da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD), Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), delegacias do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), Departamento-Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Departamento-Geral de Polícia da Capital (DGPC), peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e contou com informações do Disque-Denúncia (2253-1177).

Comentários estão fechados.