Os famosos que defendem a CLT e protestam contra a reforma trabalhista

Tatá Werneck, Taís Araújo, Alinne Moraes, Letícia Sabatella e outros atores da Rede Globo protestaram contra a reforma trabalhista proposta pelo presidente . Após a greve geral na última sexta-feira (28) e protestos em todo o país no Dia do Trabalho, na segunda (1º), artistas utilizaram seus perfis nas redes sociais para se posicionarem contra as mudanças na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

Aprovada na Câmara dos Deputados no final de abril, o projeto altera 100 pontos das leis trabalhistas. A reforma permite, por exemplo jornada de até 12 horas diárias, férias parceladas em até três vezes, intervalo de almoço reduzido de uma hora para 30 minutos, remuneração por produtividade e tornará a contribuição sindical opcional.

Com a proposta, patrão e empregado poderão negociar registro de ponto, compensação de banco de horas, participação nos lucros das empresas e redução do intervalo entre as jornadas de trabalho, entre outros pontos. Agora a proposta segue para o Senado e deve ser votada ainda neste semestre.

Com a hashtag #somoscontraareformatrabalhista, artistas tiraram fotos com a carteira de trabalho e se mostraram contra a proposta. “Sabemos da necessidade de aprimorar esse conjunto de leis, mas não podemos esquecer sua principal função: assegurar os nossos direitos, os direitos dos trabalhadores”, escreveu Taís Araújo. “Sem debate e reflexão não podemos avançar.”

 

Comente

Comentários

Deixe uma resposta