PA: Funcionários da Sefa são presos por cobrar propina




Dois funcionários da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefa) foram presos na madrugada desta quarta-feira (18), em Cametá, na região do Baixo Tocantins. Segundo a polícia, um auxiliar técnico e um motorista são suspeitos de cobrar propina de empresários da cidade. Em troca, os funcionários não aplicavam as multas nos comerciantes.

Os suspeitos já vinham sendo investigados pelo Ministério Público do Estado (MPE) há dois meses. O auxiliar técnico foi preso em flagrante ao receber o dinheiro das mãos de um empresário vítima de extorsão. Também foi detido um motorista acusado de participar do esquema criminoso e outro servidor da Sefa também está sendo investigado por suspeita de comandar o esquema em Cametá.

O inquérito criminal foi instaurado pela 2ª Promotoria de Justiça de Cametá no dia 25 de fevereiro deste ano. A investigação foi iniciada após denúncias feitas ao MPE por empresários. Eles receberiam constantes propostas de extorsão em troca de favorecimento no recolhimento de tributos para a Fazenda Estadual.

Anúncios

[useful_banner_manager banners=12 count=1]

“Estamos investigando e a conduta dos servidores pode caracterizar a prática dos crimes de constrangimento ilegal, ameaça, extorsão, associação criminosa, peculato, corrupção passiva, concussão”, resumiu o promotor de Justiça Bruno Beckembauer.

Prisão
Depois de diversas tentativas por parte do auxiliar técnico, o empresário aceitou entregar metade do valor exigido, o valor de R$ 1 mil. A entrega deveria ser feita no próprio prédio da Sefa em Cametá, conforme orientou o servidor. A vítima comunicou ao MPE que havia providenciado o equipamento necessário para a gravação de áudio/vídeo no momento da entrega do dinheiro, que foi efetuada dentro da sala do servidor.

Na saída da vítima do local, o promotor de Justiça Bruno Beckembauer; a equipe do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e policiais militares, que deram apoio à operação; entraram no prédio e deram o flagrante. Os dois funcionários foram transferidos para Belém. G1-Globo

 

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.