Pacheco discute um novo auxílio emergencial com Paulo Guedes

0

Rodrigo Pacheco (DEM) e Arthur Lira (PP) estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira (4), para definir detalhes sobre as reformas que pretendem aprovar em 2021. Entre elas, a aprovação da reforma tributária pelo Congresso Nacional, num prazo de 8 meses. Eles também iniciaram uma conversa para criar o novo auxílio emergencial.

Agência Senado – Foto Jefferson Rudy

“Temos a previsão que, de 6 a 8 meses, podemos ter concluído a reforma tributária no Congresso Nacional, tanto na Câmara quanto no Senado. É o que mercado e sociedade espera de nós: uma reforma justa, que entrega um sistema de arrecadação simplificado e com mais justiça social, não inibindo o setor produtivo. Esses serão os objetivos de mérito”, prometeu Pacheco.

Auxílio emergencial

Também na reunião, eles conversaram sobre a possibilidade de criar um novo auxílio emergencial. Logo, os jornalistas quiseram saber mais sobre o assunto, então Pacheco afirmou que começou uma conversa sobre o assunto com o Ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Hoje conversei com o Paulo Guedes e solicitei a ele que pudesse realizar um encontro conosco para começar a discutir efetivamente a necessidade de ter assistência social com equilíbrio fiscal. E para entender todos fundamentos econômicos. Temos absoluto compromisso de entregar à sociedade algum programa social que possa socorrê-la”, concluiu o presidente do Senado.

Também se falou na reforma administrativa, que precisa andar na Câmara dos Deputados. Já no Senado, agilizar a PEC Emergencial. Embora, eles não deram nenhuma pista de quando essas outras reformas serão aprovadas.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil