Pagamento de tributos do Simples Nacional podem ficar para 2021

0

Devido a crise econômica que vivemos no país em decorrência da pandemia, o governo vem buscando novas alternativas para que seja possível contornar tal situação. Uma das opções de amenizar a situação para as empresas brasileiras seria o adiamento no pagamento dos tributos, como no caso da empresas do Simples Nacional.

Dentre as medidas que seguem em discussão consta a antecipação de pagamento de benefícios além do adiamento de cobrança de impostos no início de 2021.

Para o caso de benefícios que podem ser antecipados no ano que vem, também está incluso a antecipação do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS. Já em relação as empresas estaria o adiamento do pagamento de tributos do Simples Nacional, ao qual é o maior incentivo fiscal do país.

Adiamento de tributos do Simples Nacional

Um dos pontos de destaque para o Simples Nacional é que o regime representa 24,13% da renúncia fiscal projetada para 2021. Colocando em valores, a média pode chegar a mais de R$ 74 bilhões.

O regime do Simples Nacional permite que às micro e pequenas empresas brasileiras possam recolher seus impostos de maneira simplificada.

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, o governo não descarta a utilização de ferramentas dentro do teto. Para que isso seja possível, Guedes indicou as possibilidade de antecipação de benefícios e adiamento de tributos, assim como ocorreu em 2020.

Expectativa para o ano que vem

De acordo com Paulo Guedes, a espera é de um 2021 diferente. Contudo, para que as perspectivas possam melhor, o ministro destacou que o Congresso precisa aprovar algumas reformas, para que a economia possa apresentar sinais de recuperação.