Março de 2020. Esse é um mês que entrará para a história da humanidade. Fomos balançados pela chegada de um vírus silencioso e mortal.

Sem pedir licença, ele mudou nossa vida e nos convidou a entrar dentro de casa e de lá só sair em caso de extrema necessidade. O que fazer agora? Foi a pergunta que diversos empreendedores se fizeram.

Empresas foram obrigadas a fechar suas portas. O comércio físico como em um passe de mágica, simplesmente viu o seu faturamento cair a zero.

O desespero invadiu a mente das pessoas. O recesso econômico passou a ser anunciado nos mais variados canais de comunicação e a esperança foi dando lugar ao medo e ao desespero.

No entanto, como tudo em nossa vida, sempre há uma luz no fim do túnel. Uma dificuldade pode se transformar em uma oportunidade se simplesmente mudarmos a maneira como vemos a situação.

O mundo real dando lugar ao mundo virtual

Apesar das dificuldades que o momento nos impõe, é possível encontrar soluções plausíveis para sobreviver diante da crise.

Não é de hoje que a internet vem mudando nossa vida. Desde quando o smartphone foi lançado, o crescimento das vendas online vem crescendo a cada ano.

A maneira como as pessoas fazem suas compras está mudando, e agora, a mudança que vinha sendo lenta e gradual, simplesmente passou a ser obrigatória, mostrando ao empresário que só há um caminho: se reinventar.

Sanderson Moreira, CEO do site Empreenda Digitalmente, já vislumbrava esse cenário antes mesmo de a crise do coronavírus invadir as nossas vidas.

Entendendo a transformação tecnológica, ele criou um portal com o objetivo de ajudar as pessoas a começarem empreender digitalmente. Não há fronteiras para o novo, não há barreiras para quem vende pela internet.

Segundo o empreendedor digital Sanderson Moreira, “as vendas pela internet deverão crescer substancialmente. O coronavírus só veio para mostrar que há uma mudança em percurso, e que agora essa mudança se faz mais necessária do que nunca”.

Afinal, o que não pode faltar nesse momento é criatividade. O mundo digital está aí, pronto para ser explorado. As ferramentas estão à nossa disposição, basta saber usá-las.

O marketing digital e o empreendimento online

Nesse momento, todo empreendedor precisa começar a sua jornada digital. Não é um caminho fácil. A maneira de abordagem, de fazer propaganda e marketing é diferente de tudo o que conhecemos.

Sanderson destaca que “antigamente o marketing era amparado em cinco pilares: praça, preço, produto, propaganda e promoção. No entanto, agora tudo mudou, novos conceitos surgiram, e é preciso estar atento a eles”.

Para o fundador do portal Empreenda Digitalmente, o empreendedor precisa estudar profundamente o marketing digital. Nada mais é e nem será como antes.

Até cinco ou dez anos atrás, um empresário abria o seu comércio, anunciando promoções e ofertas em carro de som, jornais, rádios e outros veículos de comunicação. Hoje, esses veículos já estão ultrapassados.

Temos inúmeras ferramentas de marketing digital que precisam ser exploradas como: podcast, redes sociais, blogs, youtube, whatsapp, dentre outros. Sanderson é taxativo quando diz: “O seu cliente está lá, navegando, esperando o seu produto chegar até ele.”

Pode parecer difícil no começo. Sempre vem aquela pergunta: por onde começar? Mas a resposta não pode ser mais clara e objetiva do que essa: estudando. Para começar é preciso estudar o marketing digital.

As possibilidades de vendas são muito maiores

Quando um empresário abre um varejo físico, ele tem uma limitação regional de vendas. Essa limitação se restringe à quantidade de habitantes no município bem como a quantidade de concorrentes.

Já na internet não há fronteiras. Ele pode vender para qualquer canto do Brasil e do mundo. No entanto, há também muito mais concorrentes, por isso não há espaço para amadorismo e nem erros.

O empresário precisa entender, que não é todo tipo de público que irá consumir o seu produto. É preciso, portanto, saber quem é o seu público-alvo. Ou seja, saber se é homem, mulher, faixa etária, classe social.

Enfim, é preciso definir para quem você está vendendo, para então definir qual a melhor forma de abordagem. Isso precisa estar muito claro para quem pretende começar a vender pela internet.

Conseguir chegar até a esse público-alvo, criar um relacionamento com ele, realizar vendas, manter um atendimento pós-vendas são alguns fatores que é preciso conhecer.

“Não há mais volta. Ainda não se sabe até quando o coronavírus vai obrigar as pessoas a ficarem reclusas dentro de casa. E mesmo quando tudo voltar, o hábito de consumo haverá mudado. O empresário precisa começar a empreender pela web o quanto antes”, destaca o CEO do Empreenda Digitalmente.

O primeiro passo é buscar conhecimento, o segundo é começar

Como já dissemos, o mundo vinha mudando, e agora o coronavírus acelerou essa mudança.

Começar a empreender pela internet tornou-se uma verdadeira necessidade e o primeiro passo para não errar é começar buscando conhecimento.

Afinal, se você começar errando, a chance de queimar o seu filme é muito grande. A propaganda negativa viaja em uma velocidade muito superior à propaganda positiva. Por isso é tão importante começar estudando.

É justamente para ajudar os empreendedores que Sanderson Moreira criou o site Empreenda Digitalmente. Lá o empresário terá uma excelente fonte para saber mais sobre diversos assuntos relacionados ao marketing digital.

São artigos, cursos e diversas ferramentas disponibilizados para o empreendedor que quer começar, mas não sabe por onde. Por isso, o principal objetivo do portal é levar esse conhecimento para os empresários que estão começando.

Portanto, o primeiro passo é aprender. Absorver o máximo possível de conhecimento, para então ir para o segundo passo: começar. 

Sanderson conclui que o empreendedor após adquirir os primeiros conhecimentos para vender digitalmente não pode ter medo de arriscar. “Tem que ir para cima. Arriscar, aprender com os erros e buscar sempre os acertos”, destaca.

As maiores oportunidades sempre surgem diante de uma dificuldade. Esse é, portanto, um excelente momento para se reinventar, pensar fora da caixa, e começar a construir um caminho diferente de tudo aquilo que você vinha traçando.