Fisco antecipa para de 2016 a exigência do K para os  de e de produtos do fumo

A Receita Federal, por o da Instrução Normativa nº 1.672/2016 (DOU de 24/11) fixou o mês de  de 2016 como marco inicial para entregar o  K da Escrituração Fiscal Digital – EFD-ICMS/IPI pelos  de e de produtos do fumo.

Assim, a da competência  de 2016 os de e de produtos do fumo estão obrigados a preencher o  K do arquivo da EFD-ICMS/IPI.

Para fatos ocorridos entre 1º de de 2016 e 31 de de 2018, a escrituração do K da EFD fica restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280. Para fatos ocorridos a de 1º de janeiro de 2019, a escrituração do K da EFD deverá ser completa, conforme art. 2º da Instrução Normativa nº 1.672/2016 .

Informações do Guia Prático da EFD-ICMS/IPI

K: CONTROLE DA PRODUÇÃO E DO ESTOQUE

Este se destina a prestar informações mensais da produção e respectivo consumo de insumos, bem como do estoque escriturado, relativos aos estabelecimentos industriais ou a eles equiparados pela legislação federal e pelos atacadistas, podendo, a critério do Fisco, ser exigido de estabelecimento de contribuintes de outros setores (conforme § 4º do art. 63 do Convênio s/número, de 1970). O K entrará em vigor na EFD a da competência de 2016.

REGISTRO K200: ESTOQUE ESCRITURADO 

Este registro tem o objetivo de informar o estoque final escriturado do período de apuração informado no Registro K100, por tipo de estoque e por participante, nos casos em que couber, das mercadorias de tipos

00 – Mercadoria para revenda,

01 – Matéria-Prima,

02 – Embalagem,

03 – Produtos em Processo,

04 – Produto Acabado,

05 – Subproduto,

06 – Produto Intermediário e

10 – Outros Insumos – campo TIPO_ITEM do Registro 0200.

REGISTRO K280: CORREÇÃO DE APONTAMENTO – ESTOQUE ESCRITURADO

Este registro tem o objetivo de escriturar correção de apontamento de estoque escriturado de período de apuração anterior, escriturado no Registro K200.

A correção de apontamento tem que ocorrer, obrigatoriamente, entre o levantamento de 02 inventários, uma vez que, com a contagem do estoque se terá conhecimento de uma eventual necessidade de correção de apontamento.

A correção do estoque escriturado de um período de apuração poderá influenciar estoques escriturados de períodos posteriores, até o período imediatamente anterior ao período de apuração em que se está fazendo a correção, uma vez que o estoque final de um período de apuração é o estoque inicial do período de apuração seguinte. As quantidades devem ser expressas, obrigatoriamente, na unidade de medida de controle de estoque constante no campo 06 do registro 0200: UNID_INV.

Matéria: Siga o Fisco

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.