Passa de 102 mil número de auxílios-doença cancelados pelo INSS

0

Pente-fino do INSS está sendo realizado sobre segurados que estão há mais de dois anos sem passar por avaliação médica.

 

A revisão dos benefícios do INSS, promovido pelo governo desde o ano passado, resultou no cancelamento de mais de 80% dos casos de auxílios-doença que já estavam há mais de dois anos sem revisão médica e que passaram pelo pente-fino.

Ao todo, 102,6 mil (81%) dos 126,2 mil segurados que foram reavaliados pelos peritos não contarão mais com o benefício. Com isso, segundo estima o governo, a economia aos cofres públicos será de R$ 2 bilhões.

O objetivo dessa ação é verificar se segurados que recebem benefícios do INSS ainda estão aptos a contar com esses auxílios.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, essas pouco mais de 102 mil pessoas que não terão mais acesso ao auxílio-doença “estão saudáveis e aptas para retornar ao trabalho”.

Ao todo, 1,7 milhão de pessoas que estão há mais de dois anos sem perícia serão convocadas para passar pela revisão. Desse grupo, 530 mil recebem auxílio-doença e 1,1 mil são aposentados por invalidez com menos de 60 anos.

 

Atendimento ao chamado

O governo está enviando cartas de convocação para revisão do auxílio-doença que deve ser atendida pelos segurados. Eles contam com um prazo de cinco dias úteis para agendar a perícia, através do Disque 135. Caso isso não seja feito, o benefício será suspenso.

É o caso de 11,5 mil pessoas, que não agendaram ou não compareceram à perícia e tiveram o auxílio cancelado.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.