PDV: Saiba como funciona o Programa de Desligamento Voluntário de 2020

0

Funcionários da Caixa Econômica Federal podem aderir ao novo Programa de Desligamento Voluntário (PDV), lançado esta semana.

A adesão deve ser feita até o dia 20 e os desligamentos acontecerão no período de 23 de novembro à 31 de dezembro. 

De acordo com informações da Caixa, a intenção é readequar o banco à Emenda Constitucional nº103, que prevê a reforma da previdência e estabelece novas regras de transição para aposentadorias.

Sendo assim, a previsão é de que pelo menos 7.200 funcionários façam adesão ao programa. 

Quem pode aderir ao PDV?

  • Os trabalhadores que possuem 15 anos ou mais de serviço, 
  • Aqueles aposentados com data anterior a 13 de novembro de 2019, 
  • Aqueles que terão cumprido todas as condições para aposentadoria até o dia 31 de dezembro – que não não tenham solicitado a aposentadoria ao INSS,
  • Funcionários que recebem adicional de incorporação de função de confiança, cargo em comissão e função gratificada 

Benefícios

Para participar do programa é preciso ter cumprido pelo menos um desses requisitos e a Caixa se comprometeu a pagar 9,5 salários-base, no limite de R$ 470 mil, tendo ainda como base a remuneração de setembro.

Além disso, os funcionários terão a opção de continuar com o plano de saúde disponibilizado pela Caixa (Saúde Caixa), mediante à alguns requisitos.

São eles: 

  • Empregados que se aposentaram até 13 de novembro de 2019,
  • Empregados que possuíam 120 meses ou mais de contribuição ao plano e que estejam na condição de aposentado,
  • Empregados que se aposentaram após o anúncio do programa – 6 de novembro e com início anterior à data da rescisão do contrato de trabalho com a Caixa

Os demais empregados receberão o Saúde Caixa por um período de 24 meses. 

Trabalhadores

Conforme informações da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), em 2014 eram 101 mil trabalhadores e, atualmente, há 84 mil em todo o país.

O déficit de empregados na empresa chega a 17 mil.

Para o presidente da Fenae, Sérgio Takemoto, durante a pandemia ficou claro a importância da Caixa que tem realizado todos os pagamentos relativos a auxílios emergenciais, por isso, a Caixa está trabalhando para a melhoria do atendimento e sustentabilidade dos negócios.

“Os empregados fizeram um grande trabalho e mostraram que a Caixa é imprescindível”, afirmou. 

Por Samara Arruda