Você não está conseguindo trabalhar e, para piorar a situação, aquele benefício previdenciário não foi liberado pelo médico perito que avaliou o seu caso? É, algumas vezes, a Perícia Médica do INSS pode ser realmente exaustiva. 

É claro que você está recorrendo a esse recurso por não haver condições de saúde para exercer suas atividades remuneradas. Porém, por vezes, equívocos podem ocorrer por parte do avaliador o que, provavelmente, tornará as coisas ainda mais dramáticas. 

Dessa forma, a CMP preparou um checklist rápido, visando tirar algumas dúvidas comuns e lhe deixar preparado para o que está por vir. Inclusive, caso seja de sua vontade, você também poderá marcar uma consulta com um de nossos advogados especialistas.

1 – Não basta agendar a consulta, você tem que se preparar

Cerca de metade das consultas na Perícia Médica do INSS acaba em resultados negativos. 

Bem, é imprescindível que você saiba que seu comportamento também estará em avaliação. O nervosismo pode ter relação com o fato de você precisar e não querer que seu pedido seja indeferido. 

No entanto, é um equívoco comum os profissionais acreditarem que, na realidade, você não necessita do auxílio-doença, auxílio-acidente ou aposentar-se por invalidez. Os motivos podem ir da negligência à simples falta de boa vontade.

Sendo assim, faça o agendamento no INSS e prepare-se psicologicamente. Tente parecer o menos preocupado possível durante a entrevista. Afinal, você não tem nada a esconder e apenas quer receber seus direitos enquanto cidadão.

2 – Organize documentos, laudos e provas

Ao agendar a perícia do INSS, já tenha em mãos os documentos necessários para apresentar ao médico-perito. Todos devem comprovar a incapacidade para exercer as funções laborativas.

Laudos, atestados, e exames médicos serão aceitos se atualizados em, no máximo, três meses antes da consulta no Instituto.

Em caso de internação recente, leve consigo uma cópia do prontuário. Essa pode ser uma evidência bem importante

3 – Focar em somente um problema é crucial durante a Perícia Médica do INSS

Nada impede que você tenha mais de um problema de saúde. E mais, todos eles podem tornar a sua vida profissional um sacrifício diário. No entanto, foque naquele que “mostra-se mais promissor” para conseguir o benefício. Além disso, seus documentos devem ser direcionados a esse tema.

Lembre-se que falamos anteriormente sobre a quantidade de rejeições por parte dos peritos – em boa quantidade dos casos, são graves enganos. Blinde-se!

4 – Para casos de doenças incapacitantes, entregue um relatório detalhado

Os relatórios de acompanhamento do seu caso são as melhores provas para apresentar no dia do requerimento. Peça aos especialistas esses documentos com os CID’s correspondentes. Ali devem constar, também, todos os tratamentos realizados por você e quais foram as medicações administradas.

Em casos de doenças incapacitantes, o médico perito pode mudar a configuração de auxílio-doença para uma aposentadoria por invalidez, por exemplo.

5 – Avise a equipe de Perícia Médica do INSS, se não puder comparecer no dia marcado

Evite más impressões. Ao perceber que não poderá estar presente no dia e hora marcados para a consulta na Perícia Médica do INSS, peça o reagendamento para um prazo de 7 dias, uma única vez.

Não se esqueça: suas ações estão sendo julgadas durante todo esse processo. Compromisso e pontualidade são aspectos determinantes.

6 – Sendo necessário, faça um pedido de prorrogação do benefício

Você pode pedir prorrogação, desde que faça o requerimento nos últimos 15 dias do auxílio. Essa opção é válida para os casos em que o segurado considerar-se sem condições de retornar ao trabalho.

Quer descobrir que documentos levar na Perícia Médica do INSS, para solicitar mais tempo? Veja aqui!

Você poderá abrir um processo judicial em caso de negativa

Seu recurso teve resultado negativo? 

É possível procurar a Justiça Federal e pleitear novamente os benefícios. Nesse momento, será necessária a atuação de um advogado especialista. 

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS



Conteúdo original CMP Prev