Peritos do INSS param por 2 dias e mais de 25 mil perícias são afetadas

Eles pedem aumento de salário e cobram realização de concurso

Se você é um aposentado ou pensionista do INSS e estava com perícia médica marcada para hoje (dia 08/02) ou amanhã deverá remarcar o procedimento. Isso porque os peritos médicos do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) realizam uma paralisação nestas duas datas em todo o Brasil. Esta é a segunda vez que isso ocorre em menos de 15 dias, uma vez que no último dia 31/01 o mesmo fato ocorreu.

O motivo da mobilização, segundo os trabalhadores, é a falta de diálogo com o Governo Federal, uma vez que a categoria não consegue aumento em seus salários. Os peritos, que somam 5 mil servidores, pedem um reajuste de 19,9% no salário. Eles reivindicam também a realização de concurso para suprir 3.000 vagas, distribuição igualitária de agendamentos entre os profissionais dos turnos da manhã e tarde, direito a feriados e recessos sem atendimentos e o fim de espaços na agenda sem atendimentos.

Com essa segunda paralisação, a estimativa da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) é de que pelo menos 25 mil perícias médicas sejam afetadas. A União reservou R$ 1,7 bilhão no Orçamento de 2022, mas não definiu quais categorias receberão o aumento. O Ministério da Economia, no entanto, calcula que cada 1 ponto percentual de reajuste salarial custa R$ 3 bilhões por ano.

Como deve ser o procedimento de remarcação da perícia médica?

Segundo a portaria publicada em setembro, o segurado que teve seu pedido atrasado, precisa ter a perícia remarcada até o meio-dia do dia seguinte ao atendimento cancelado. A nova data do agendamento deve estar disponível para consulta a partir das 13h do dia seguinte ao cancelamento, no site ou aplicativo Meu INSS ou pelo telefone 135.

Para que serve a perícia médica do INSS?

A perícia é exigida para comprovação de incapacidade para quem recebe benefícios como auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadorias por incapacidade permanente ou para pessoa com deficiência e BPC (Benefício de Prestação Continuada) para pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade social.

Ela serve para comprovar situações de incapacidade, identificar se ela tem relação com o trabalho, ou se foi agravada por ele.

Comentários estão fechados.