Petrobras deve anunciar novos aumentos no preço de combustíveis

Apesar de pressões contra o reajuste, a Petrobras deve anunciar aumento de combustível. 

Em reunião, realizada na última quinta-feira, dia 16 de junho, o Conselho de Administração da Petrobras aprovou um novo aumento no valor da gasolina e do diesel. O reajuste ocorreu apesar de opiniões contrárias por parte do Governo Federal, que teria se reunido com executivos da empresa, para pressionar a manutenção do preço dos combustíveis. 

Os novos valores têm anúncio programado para esta sexta-feira (17). Em suma, a decisão teria sido tomada pelo Conselho apesar de não ter responsabilidade sobre esse tipo de medida. Por sua vez, a reunião extraordinária ocorreu mediante a defasagem no preço dos combustíveis em relação ao mercado exterior. 

Nesta linha, os preços da gasolina nas refinarias da Petrobras estariam congelados a cerca de 100 dias, enquanto o Diesel sofreu o último reajuste há 36 dias. Quando comparados os preços dos combustíveis ao mercado internacional, encontra-se uma defasagem de 18% no Diesel, e 14% na gasolina, segundo dados da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis).

Com este cenário, a Petrobras sofre pressões distintas de diferentes lados, enquanto o governo solicita que o valores sejam mantidos como estão, até às eleições ou até que as novas regras sobre ICMS impactem positivamente o bolso do consumidor, o mercado espera que a política de preço de paridade de importação (PPI) seja mantida.

Vale lembrar que o PPI vigora desde 2016, quando o ex-presidente Michel Temer ainda estava à frente do governo do país. Em resumo, a política de preços se baseia nos custos de importação para realizar o cálculo do valor dos combustíveis. 

De todo modo, mediante ao impasse entre as demandas do governo e do mercado, a Petrobras apostou no aumento. Apesar dos reajustes não serem de competência do Conselho Administrativo, grande parte dos participantes da reunião afirmaram o contrário, e que isto estaria no estatuto. A questão é que, em geral, tais atribuições costumam ser direcionadas à diretoria executiva da estatal.

Comentários estão fechados.