O calendário base de 2019 sobre o pagamento do PIS/Pasep para os trabalhadores formais já foi iniciado.

Os funcionários de empresas privadas podem receber o benefício através da Caixa Econômica Federal (CEF), enquanto os servidores públicos são atendidos pelo Banco do Brasil (BB). 

É importante observar o enquadramento em alguns requisitos para ter direito ao recebimento do abono.

Sendo assim, é necessário que o trabalhador tenha executado alguma atividade com registro na carteira de trabalho por algum período do ano anterior, além de ter recebido uma média de até dois salários mínimos.

Neste caso, o abono poderá atingir o valor máximo de R$ 1.045,00. 

Portanto, o cálculo do abono dependerá do tempo de serviço executado, de modo que ele irá ganhar proporcionalmente, a partir do valor mínimo de R$ 87,08.

Observe: 

  • 1 mês: R$ 88,00
  • 2 meses: R$ 175,00
  • 3 meses: R$ 262,00
  • 4 meses: R$ 349,00
  • 5 meses: R$ 436,00
  • 6 meses: R$ 523,00
  • 7 meses: R$ 610,00
  • 8 meses: R$ 687,00
  • 9 meses: R$ 784,00
  • 10 meses: R$ 871,00
  • 11 meses: 958,00
  • 12 meses: R$ 1.045,00

O calendário de saques para os beneficiários do PIS (funcionários de empresas privadas) segue o mês de nascimento.

Enquanto o Pasep (servidores públicos), se baseia no número de inscrição do programa. 

Abono antecipado para correntistas do Banco do Brasil e Caixa Econômica

Este ano, o Governo Federal adiantou o pagamento do abono salarial para os trabalhadores que são correntistas do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal (CEF).

Lembrando que o PIS é responsabilidade da Caixa e o Pasep do Banco do Brasil.

Calendário PIS (iniciativa privada)

Calendário Pasep (iniciativa pública)

É importante se atentar quanto à data limite de saque para ambos os benefícios, que é até o dia 30 de junho de 2021.

Quem pode sacar o abano?

Tem direito ao abono salarial disponibilizado através do PIS/Pasep, aquele trabalhador que:

  • Exerceu profissão com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2019;
  • Que ganhou no máximo dois salários mínimos, em média, por mês;
  • Que está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; 
  • A empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente no RAIS.

Como saber se tenho direito?

Para conferir as informações que irão conceder o direito ao benefício, o trabalhador pode seguir uma das seguintes maneiras: 

PIS (empresa privada)

  • Pelo aplicativo Caixa Trabalhador
  • No site da Caixa: www.caixa.gov.br/PIS, devendo clicar em “Consultar pagamento”;
  • Pelo telefone da Caixa: 0800 726 0207

Pasep (setor público)

 A consulta pode ser feita via telefone da central de atendimentos do Banco do Brasil:

  • 4004-0001 para capitais e regiões metropolitanas;
  • 0800 729 0001 para as demais cidades; 
  • 0800 729 0088 para deficientes auditivos.