PIS, seguro desemprego e BPC terá valor maior em 2021

0

O salário mínimo para 2021 deve ser reajustado de R$ 1.045 para R$ 1.087,85, o reajuste acontece devido ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) que foi reajustado pela equipe econômica do governo e deverá sofrer um reajuste para 4,10%, para quem não sabe este índice é utilizado para cálculo do salário mínimo.

Com isso, os benefícios assistenciais e previdenciários, como o seguro desemprego, PIS/PASEP e BPC que, conforme a Lei também são reajustados seguindo o aumento do salário mínimo terão reajustes para o ano que vem.

A título de curiosidade a cada R$ 1 de aumento no valor do salário mínimo, o governo amplia em cerca de R$ 355 milhões as despesas por ano.

auxilio-doença

Benefícios reajustados

Como mencionado anteriormente o reajuste do salário mínimo impacta diretamente no valor dos benefícios assistenciais e previdenciários, veja como funciona dentro destes benefícios.

Seguro desemprego

O valor do seguro desemprego leva em consideração dois fatores, sendo eles o tempo de serviço prestado como também a quantidade de vezes onde o trabalhador solicitou o benefício. O pagamento do seguro desemprego acontece entre três a cinco parcelas.

PIS/Pasep

O valor pago pelo PIS/Pasep pode atingir no máximo o valor de um salário mínimo ao trabalhador que exerceu atividade ao longo dos 12 meses do ano. O valor do abono é pago conforme a quantidade de meses trabalhados no ano anterior.

BPC – Benefício de Prestação Continuada

No caso do BPC, o valor pago deverá ter a mesma média do piso nacional, hoje de R$ 1.069. O benefício é destinado aos idosos e deficientes de baixa renda.