O Banco Central (BC) aprovou e regulamentou o PIX, confirmando o inicio da operação para o dia 16 de novembro, de acordo com nota do BC nesta quarta-feira (12).

Logo PIX
PIX banco Central

PIX é um meio de pagamento que envia e recebe dinheiro em questão de segundos, 24 horas por dia, em todos os dias do ano.

O BC informou que o cadastro de Chaves Pix (número de telefone celular, CPF, CNPJ ou e-mail), começa em 5 de outubro.

Para promover a competição, foram realizadas alterações nas condições de participação das instituições de pagamento não sujeitas à autorização do Banco Central e no papel dos participantes responsáveis junto a tais instituições.

“De forma a simplificar o escopo de atuação dos participantes responsáveis, evitando elevar os custos aos usuários finais, e ao mesmo tempo garantir a entrada segura das instituições de pagamento de menor porte, foi definido que tais instituições, ao aderirem ao Pix, passam automaticamente a integrar o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB)”, informou o BC.

O PIX permite que transferências feitas no final de semana possa ser realizada fora do horário comercial dos bancos, sendo mais rapidez, custo baixo e segurança.

Isso é possível porque na plataforma as transferências irão ocorrer diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário que recebe o valor, sem a necessidade de intermediários.

Atualmente uma transferência eletrônica de dinheiro demanda que o usuário passe várias informações para quem vai receber o valor.

Já com o PIX, a rapidez acontece por conta de uma simplificação nas informações necessárias, que as tornam mais convenientes.

Como vai funcionar o PIX?

Serão três formas diferentes para os pagadores iniciar uma operação pelo PIX:

Utilização de chaves ou apelidos para a identificação da conta transacional, com o número do telefone celular, o CPF, o CNPJ; endereço de e-mail; ou EVP (número aleatório gerado pelo sistema, para quem não quiser dar um dos dados acima).

QR Code (estático, usado em múltiplas operações; ou dinâmico, utilizado em apenas uma)
O PIX dispensa o uso de cartões de débito, folhas de cheque, cédulas e maquininhas. A plataforma, contudo, não substituirá cartões de crédito, cuja operação não será modificada ou incluída na plataforma.

Com informações da Revista Exame