PIX pode parar de funcionar corretamente em todo país nesta sexta

O sistema de transação instantânea PIX do Banco Central do Brasil poderá parar de funcionar a partir desta sexta-feira, 1º de abril, em todo país devido à greve dos servidores do órgão financeiro.

Segundo o diretor de Política Monetária do Banco Central “Os servidores do BC encontram-se em paralisações parciais diárias e entrarão em greve a partir de primeiro de abril, o que prejudica o desempenho de vários processos da autarquia”.

Consequências da greve para as transações via Pix

O presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Fábio Faiad, afirmou que as transações via Pix não vão parar de funcionar, afinal “ninguém vai apertar um botão vermelho ou tirar da tomada a operação”.

No entanto, conforme informou Faiada, os serviços como cadastramento de novas chaves, monitoramento e a manutenção do sistema vão ser atingidos com a paralisação dos servidores.

Nesta quinta, o Banco Central afirmou que possui planos de contingência para manter os sistemas essenciais para a população em pleno funcionamento.

Todavia o Sinal destacou que o Pix e demais atividades do Banco Central não estão presentes na Lei dos Serviços Essenciais que estabelece quais serviços não podem ser parados mesmo em caso de greve (Lei 7.783).

A greve foi definida no início da semana, e contou com 90% dos votos dos presentes. Vale lembrar que a greve não é surpresa, tendo em vista que já haviam relatos já há uns meses.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.