Reter bons talentos e desenvolvê-los dentro do escritório de contábil é tão importante quanto atraí-los. Não basta  ter profissionais capacitados na equipe, é preciso  fazer com que se sintam parte dela, hoje e amanhã, podendo observar a construção e progressão da carreira de contador. Quanto mais claras estiverem para todos as competências que cada um precisará buscar em relação às suas entregas e às expectativas da empresa, melhores serão os resultados.

De acordo com Anderson Hernandes, um dos principais nomes do setor contábil no Brasil, osescritórios de contábeis são tão importantes na construção das carreiras, que servem como escolas para os profissionais de contabilidade. Em um artigo publicado no portal Administradores, ele cita que o mercado contábil está cada vez mais competitivo. Por conta disso, grande parte dos colaboradores acaba migrando para empresas maiores de terceirização contábil e indústrias de grande porte, atraídos por salários mais competitivos e condições de progressão de carreira.



Essa disputa pelos melhores profissionais mostra como é importante criar um bom plano de carreira para o profissional contábil, com salário e benefícios compatíveis com a sua função e nível de responsabilidade. Hernandes destaca ainda, que os empresários contábeis precisam ir mais longe, e oferecer condições que muitas das grandes empresas não oferecem, como melhor qualidade de vida e participação na tomada de decisões e nos resultados.

Trajano Santos Junior, da Garcia Soluções Contábeis e contador parceiro da ContaAzul, comenta que o seu escritório sabe da importância do assunto e se preocupa em formalizar o processo. Para ele, ter um plano de carreira estruturado é excelente para que o funcionário saiba para onde está indo, e o que precisa fazer para chegar lá. O escritório do Trajano está em fase de pesquisas sobre o assunto, para poder definir métricas claras de avaliação do profissional. Hoje o critério definido e considerado para avaliar a evolução do colaborador no escritório é o feedback do cliente sobre o atendimento recebido.

Contar com a ajuda de um especialista em gestão de pessoas é ideal para tonar o processo mais simples. Ele ajudará a mapear o plano de carreira de acordo com a posição corporativa. Enquanto essa ajuda não chega, é importante conhecer as o que deve ser considerado para elaborar um plano de carreira.

O que deve ser considerado na elaboração do Plano de Carreira?

O mais importante é que as regras precisam ser claras e revisadas constantemente, assim o plano ficará atualizado e de acordo com a evolução do mercado. Para garantir melhor desempenho, recomenda-se avaliar os seguintes pontos:

1. Realizar pesquisas internas e externas, para avaliar a realidade aplicada pelo escritório de contabilidade, sem perder de vista o que é feito pelo mercado fora do âmbito do escritório.

2. Fornecer feedback sobre as tarefas realizadas no escritório contábil.  No vídeo do coach e palestrante Silvio Celestino da Alliance Coaching, ele aborda os métodos para desenvolver o feedback.

3. Fazer a avaliação de desempenho e, com base nisso, elaborar o plano de desenvolvimento. Neste momento deve ficar claro o objetivo do PDI do colaborador, os passos para chegar lá e um prazo para concluir estas ações. Um bom exemplo de metodologia utilizada neste processo é o Plano de Desenvolvimento Individual – PDI, constituído por um plano de ações práticas para chegar ao estágio desejado.

4. Definir critérios para passar de um cargo para outro é fator chave para determinar a política de promoção dos colaboradores no escritório contábil. Tempo de casa e em cada função, experiência na função, nível de escolaridade, conhecimento técnico são exemplos de critérios a serem aplicados. Um outro fator que pode ter peso nas avaliações de promoção é o feedback dos clientes em relação ao atendimento recebido do colaborador.

Exemplo de estruturação

A estruturação do plano de carreira, passa pelo estagiário, que recebe o salário base, até o contador sênior, que tem total autonomia de suas tarefas e supervisões. Outro aspecto que precisa ser levado em conta é que no escritório podem existir três áreas de atuação: contábil, fiscal e RH. Neste cenário, o cargo de analista, por exemplo, se aplica a todas estas áreas e a formação do profissional pode ser em administração ou economia, não necessariamente em ciências contábeis. Além disso, há escritórios que contam com a função do gestor, responsável pela administração geral da empresa.

Cada escritório poderá criar sua planilha para organizar os indicativos de acordo com a sua realidade. Apresentamos a seguir um exemplo para ponto de partida, que deve ser avaliado e adaptado para cada escritório:

Plano de carreira ajuda a reter talentos no escritório contábil

Ganha o colaborador e ganha a empresa

Ter o plano de carreira dos seus profissionais estruturado, é uma estratégia que possibilita o desenvolvimento do time, por meio de métricas que apóiam na melhoria contínua do nível dos profissionais. É uma excelente forma de preparar os colaboradores para assumirem atribuições e responsabilidades de acordo com a complexidade dos níveis crescentes a serem assumidos.

Com uma boa política de plano de carreira, além de reter os colaboradores do seu escritório contábil, existe o ganho do aumento da produtividade, afinal, quando o funcionário chega no próximo nível, ele já está preparado por conhecer com antecedência quais são competências necessárias.

Ainda que implantar um plano de carreira pra o escritório contábil exija tempo e dedicação, especialmente na definição dos critérios e variáveis, o esforço vale a pena. Além de aumentar a satisfação, retenção dos profissionais e aumento da produtividade, o nível dos serviços passará para um patamar de excelência. Seu escritório contábil ainda mais valorizado.

Vinicius Roveda atua há 15 anos no mercado de tecnologia e internet. Possui formação em Ciências da Computação, MBA em Gestão Empresarial e especialização em Gestão de Produtos. É fundador e CEO da ContaAzul, fornecedora de software de gestão online para MPEs de todo o Brasil. A ContaAzul foi acelerada pela americana 500Startups e já recebeu aportes de diversos investidores mundiais desde 2009.

Matéria: http://contaazul.com/contabilidade/blog/plano-de-carreira-ajuda-a-reter-talentos-no-escritorio-contabil/

[useful_banner_manager banners=21 count=1]

Comente

Comentários