A pandemia de Covid-19 tem provocado uma verdadeira revolução de costumes mediada pela tecnologia em todos os níveis: consumo, comunicação, trabalho, entretenimento.

As compras são feitas por sites, aplicativos e WhatsApp; as reuniões e confraternizações são feitas pelo Zoom, Google Meet e outros; e, sem poder ir a casas de shows e cinema, a diversão fica por conta das lives no YouTube, dos games do Twitch e dos filmes da Netflix.

Não há mais vida sem passar pela tecnologia e, principalmente, pelo streaming.

Este serviço veio para ficar porque está alinhado ao estilo de vida contemporâneo.

Sem sair de casa e pagando bem menos do que o ingresso tradicional, é possível ter acesso a grandes espetáculos e ótimas produções cinematográficas.

Por eliminar a necessidade de downloado streaming torna mais ágil e seguro o consumo de conteúdos pela internet.

Com as plataformas, o usuário paga um valor mensal acessível e tem diversos títulos disponíveis para serem consumidos.

A transmissão instantânea de dados de vídeo e áudio tem vantagem até para quem não abre mão de uma novela, que agora pode ser vista no horário que melhor convier ao espectador.

Games

No mundo dos games, o Twitch foi o que apresentou os melhores resultados durante a quarentena forçada necessária à contenção da disseminação da Covid-19.

Segundo dados divulgados pela Streamlabs (empresa responsável por disponibilizar os serviços de diversas plataformas para os usuários), foram exibidas mais de cinco bilhões de horas de conteúdos por meio do Twitch.

O marco quebra o próprio recorde do serviço de entretenimento on-line, que era de três bilhões de horas assistidas, e corresponde a aproximadamente 68% de todo o conteúdo consumido por outros serviços similares, como YouTube, Facebook e Mixer.

O sucesso se deve à disponibilidade de games esperados como o Valorant, FPS da Riot Games que teve seu pré-lançamento totalmente atrelado ao serviço oferecido pelo Twitch.

Para acessar o jogo de tiros antes do lançamento era preciso consumir conteúdo da plataforma.

Com isso, foram mais de 543 milhões de horas assistidas no trimestre, superando o recorde de Fortinite, outro game no mesmo estilo que teve quase 400 milhões de horas assistidas no segundo trimestre de 2018.

Além dos jogos que atraem milhares de adolescentes apaixonados pelas partidas on-line, a plataforma Twitch também permite a criação de canais voltados para culinária, música e esportes.

Mandatory Credit: Photo by Isopix/REX/Shutterstock (10184354a) Illustration of the video streaming company Netflix. Logo Netflix on the keyboard of a remote control in front of a TV. Netflix, Belgium – 01 Apr 2019

Esse tipo de serviço também registrou um boom de crescimento.

Ainda segundo a StreamLab, o número de canais exclusivos do Twitch aumentou 63,9% em comparação com o trimestre anterior, sendo um aumento de 78,6% no ano.

Novelas

Outro serviço de streaming que fez da crise uma oportunidade foi o Globoplay, que tem faturado cerca de R$150 milhões por mês.

Resultado não só do isolamento social, mas também de uma estratégia certeira de colocar novelas icônicas no catálogo, como Tieta e A Favorita.

Com isso, a Globo abocanhou 2,5 milhões de novos assinantes, chegando a 6,5 milhões no final do primeiro semestre deste ano.

Além das novelas e séries, por meio da plataforma de streaming da maior emissora do país é possível ainda acompanhar os telejornais e produções internacionais.

Filmes

Os resultados da Globoplay são significativos, mas a sua concorrente direta no streaming continua imbatível.

A Netflix aumentou sua base para 26 milhões de assinantes no primeiro semestre.

Apenas no segundo trimestre, quando as medidas de isolamento em alguns países foram sendo relaxadas, a receita da empresa foi de US 6,15 bilhões entre abril e junho.

No mercado há tempo suficiente para garantir uma vasta biblioteca, a audiência da plataforma não sofreu quedas apesar de as produções originais terem sido paralisadas.

A expectativa da Netflix é de um crescimento mais lento para os próximos meses.

Ainda assim, mais 2,5 milhões de novos membros devem chegar à plataforma.