Com crise econômica e um alto número de desempregados no Brasil, empreender por conta próprio virou o sonho de muita gente que busca uma maneira de manter uma atividade econômica e driblar o desemprego.

Para quem quer começar um negócio ou já trabalha por conta própria e fatura até R$ 81 mil por ano, você pode ser um Microempreendedor Individual, mais conhecido como MEI.

Tornar-se MEI é a porta de entrada do empreendedorismo formal. É o regime de tributação mais simples existente no Brasil, pelo qual é possível ter um CNPJ, emitir nota fiscal e ter direitos como aposentadoria e salário-maternidade.

Vantagens e obrigações de ser um MEI

O MEI é a escolha de muita gente que pretende sair da informalidade, mas sem arcar com grandes custos, já que permite a formalização da empresa de forma rápida, barata e fácil.

Se você quer se tornar MEI, saiba que tem direito a uma série de benefícios. Mas para manter os benefícios, o MEI também terá algumas obrigações.

Baixa tributação

Por estar enquadrado no Simples Nacional, o MEI tem o benefício de recolher os tributos em uma única guia, conhecida como DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) e a tributação é bem baixa:

  • R$ 1,00 de ICMS;
  • R$ 5,00 de ISS; e
  • 5% de INSS.

O valor do INSS é calculado sobre o valor do salário mínimo vigente. Os impostos têm valor fixo independente do faturamento. O recolhimento do DAS é no dia 20 de cada mês.

Para manter o direito aos benefícios, o MEI deve efetuar o pagamento do DAS.

Pode emitir nota fiscal

O MEI poderá emitir nota fiscal quando prestar serviço ou realizar vendas. Com isso, pode vender para grandes empresas e para o setor público, que demandam a nota fiscal para suportar qualquer transação.

Benefícios previdenciários

Conforme exposto acima, está incluso na guia do DAS, o valor do INSS, o qual garante ao MEI aposentadoria por idade, aposentador por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte para a família.

Acesso facilitado a crédito e serviços financeiros

Vários bancos, principalmente os públicos, já ofertam linhas de crédito especiais para MEI com redução de tarifas e taxas de juros.

Muito bom ser MEI, não?

Mas fique atento porque não são todas as atividades que podem aderir ao MEI.

Via Tec contabilidade

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.