Brasil poderá ter retorno do horário de verão

Empresários do ramo de turismo e alimentação enviaram pedido ao Presidente Bolsonaro

Esse é o anseio de muitos empresários ligados ao setor de turismo e alimentação. Eles enviaram na semana passada um pedido ao presidente da república, Jair Bolsonaro, pedindo o retorno do horário de verão que foi extinto em 2019.

A carta conta com a assinatura de 15 entidades ligadas aos setores citados. Eles alegam que com o horário de verão conseguem aproveitar a hora extra de sol  para alavancar os lucros, pois há um aumento no verão pela procura de “happy hour’. De acordo com o Presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Paulo Solmucci, cerca de 37% das empresas do ramo estão atualmente amargando prejuízos.

As associações alegam também que a adoção do horário de verão ajudaria a aliviar os efeitos da crise hídrica pela qual o país está passando. Para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a escassez de água que atinge as hidrelétricas nacionais é a maior dos últimos 91 anos.

O Presidente Jair Bolsonaro já havia sinalizado há umas semanas sobre a possibilidade de retomar o horário de verão. Segundo suas declarações à imprensa,  ele alega que a maioria da população é contrária à medida. Mas, caso este quadro se reverta, ele diz voltar atrás em sua decisão.

Para que serve o horário de verão?

O horário de verão serve para minimizar a sobrecarga de consumo durante alguns horários de pico diários. As horas de maior consumo de energia do dia (final da tarde) ocorrem quando as pessoas chegam em suas casas e ligam o chuveiro elétrico, a TV e outros equipamentos eletrônicos, aumentando a demanda de energia. 

Assim, durante o horário de verão, o maior aproveitamento da luz natural faz com que as lâmpadas de casas, indústrias, espaços comerciais, ruas e espaços públicos sejam ligadas mais tarde, quando o pico de consumo já diminuiu. Dessa forma, evita-se uma sobrecarga do sistema de distribuição de energia.

Durante o horário de verão, adiantamos em uma hora nossos relógios. Geralmente ocorre no terceiro domingo de outubro e finda no terceiro domingo de fevereiro.

Comentários estão fechados.