Prazo para fazer a prova de vida termina este mês para dois grupos, veja quem são

Os aposentados, pensionistas e segurados que recebem benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), precisam fazer a prova de vida para evitar o bloqueio do benefício.

Segundo o calendário, aqueles cuja prova de vida venceu entre os meses de maio e junho de 2020, devem fazer esse procedimento até o final deste mês. 

Então, se você ainda não fez a sua comprovação de vida, veja neste artigo como manter seu benefício. Vale lembrar que o INSS também disponibilizou o calendário para as provas de vida que vencem este ano, então, continue conosco e confira quais são as datas. 

Bloqueios

Os primeiros bloqueios de benefícios tiveram como alvo os segurados que deveriam ter feito a comprovação de vida até o dia 30 de junho. Neste grupo, estão aqueles cuja prova de vida venceu entre março e abril de 2020.

Então, a partir do dia 1º de agosto, serão feitos novos bloqueios de benefício, desta forma, o beneficiário que perder o prazo deve fazer a prova de vida o quanto antes.

Mas, caso não faça a renovação do cadastro em até seis meses após o vencimento da comprovação, o benefício é cancelado. 

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Como fazer a comprovação?

Para facilitar a realização desse procedimento, o INSS disponibiliza algumas opções para os segurados. O método tradicional é a prova de vida presencial que é feita na agência bancária onde o segurado recebe o benefício.

Assim, o segurado deve apresentar os documentos pessoais ao gerente, que irá efetivar a prova de vida. Também é possível fazer esse procedimento através do caixa eletrônico, utilizando a biometria. 

Para aqueles que possuem mais de 80 anos ou dificuldade de locomoção, uma opção é solicitar a visita domiciliar.

Neste caso, é preciso entrar em contato com o INSS, por meio da Central Telefônica 135 ou no aplicativo Meu INSS e fazer o agendamento da prova de vida. Existe ainda a possibilidade de fazer a prova de vida pela internet. Veja como: 

Biometria facial: a prova de vida através da biometria facial está disponível para aqueles que possuem seus dados registrados no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Acesse a plataforma e faça a prova de vida mediante a apresentação de seus documentos e uma selfie. 

Aplicativo: o Banco do Brasil também oferece a prova de vida aos correntistas e poupadores por meio de seu aplicativo. Para fazer a comprovação, acesse o menu “Serviços” e procure pela opção “INSS” e “Prova de vida INSS”. 

Calendário

O calendário para a realização da prova de vida cujo prazo já venceu, deve ser feito nas seguintes datas: 

Vencimento da prova de vida Quando deve ser feita
Maio e junho/20Jul/21
Julho e agosto/20Ago/21
Setembro e outubro/20Set/21
Novembro e dezembro/20Out/21
Janeiro e fevereiro/21Nov/21
Março e abril/ 21Dez/21

Para que todos os segurados possam fazer a prova de vida, não apenas os procedimentos que venceram em 2020, o INSS estendeu o calendário para 2022. Segundo a Portaria nº 1.321/2021, o novo calendário se estende até agosto de 2022. Veja os demais prazos:

Vencimento da prova de vida Quando deve ser feita
Maio e junho/2021Janeiro/2022
Julho e agosto/2021Fevereiro/2022
Setembro e outubro/2021Março/2022
Novembro e dezembro/2021Abril/2022
Janeiro e fevereiro/2022Maio/2022
Março e abril/2022Junho/2022
Maio e junho/2022Julho/2022
Julho/2022Agosto/2022

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.