Precisando um empréstimo para micro e pequenas empresas? Saiba tudo aqui!

empréstimo

Empréstimo para pequenas empresas e microempresas podem salvar a pele do empreendedor que enfrenta as dificuldades de se manter em um mercado cada vez mais desafiador. Mas, para início de conversa, é essencial ter um planejamento financeiro, tanto para contar com as flutuações econômicas e políticas quanto para se fazer investimentos para a melhoria do seu negócio.

Em 2006, foi estabelecida a Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que determina práticas favoráveis a esse tipo de negócio com o objetivo de aumentar a competitividade. Para isso, foram criados novos tipos de empréstimos aos empreendedores. A seguir, conheça alguns tipos com os quais você pode contar para fazer sua empresa crescer.

Tipos de empréstimo para pequenas empresas

Existem diversos tipos de empréstimo para pequenas empresas, mas o mais importante é entender os riscos e vantagens de cada um deles antes de embarcar em um caminho sem volta de juros e parcelas infindáveis. É importante ficar atento, principalmente, aos juros sobre o valor e os incidentes sobre os atrasos de pagamento, que podem ser abusivos a depender da instituição.

Financiamento

Este é um auxílio para se pagar um produto ou investir em melhorias no negócio. Tende a tratar de capitais de valor mais elevado, sendo, então, mais indicado, mas não se limita a empréstimo para pequenas empresas.

Um exemplo é o FINAME, que é uma modalidade de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) específico para máquinas e equipamentos. Para se ter acesso a esse benefício, é preciso ser credenciado pelo BNDES.

Outro recurso é o Programa de Financiamento às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e ao Empreendedor Individual, iniciativa do Banco do Nordeste, que oferece microfinanciamentos de até R$ 360.000,00. Essa iniciativa inclui auxílio para diversos setores da indústria. Entenda os critérios.

Linhas de crédito

As linhas de crédito, por sua vez, são indicadas para fazer crescer negócios de baixo investimento, ou mesmo “sair da estaca zero”. Portanto, o microcrédito é ideal para o microempreendedor individual.

De acordo com o SEBRAE, bancos como a Caixa Econômica Federal e o BNDES articulam a concessão de linhas de pequeno valor a microempreendedores formais ou informais. O valor deste serviço é de até R$ 20 mil.

Outra modalidade é o Microcrédito Produtivo Orientado da Caixa, que tem um valor liberado mediante análise de crédito e capacidade de pagamento da empresa e pode chegar a R$ 15 mil.

Analise a situação de sua empresa

Sabemos que todo empresário deseja ver seu negócio crescer e prosperar, mas é essencial manter o pé no chão. Converse com outros empreendedores e visite o SEBRAE de sua cidade em busca de orientação.

Outras dicas para antes de tomar qualquer decisão:

  • Fazer o cálculo médio de suas despesas;
  • Análise do mercado e da concorrência;
  • Analisar até mesmo a situação econômica e política.

Caso entenda que um financiamento ou microcrédito é o ideal para o seu negócio, você precisará manter a gestão em ordem. Empréstimo para pequenas empresas têm vantagens e desvantagens, por isso, seja crítico antes de tomar qualquer decisão.

Via Terra Empresas