Prestação de serviços: Veja 7 dicas para gerir este setor

0

É importante que se saiba que a gestão de empresas prestadoras de serviços é bastante comum das empresas comerciais, por isso, observe algumas dicas para ser bem-sucedido nesta tarefa. 

1 – Conheça os custos

A prestação de todo e qualquer serviço integra uma série de custos que precisam ser apurados no intuito de alcançar o equilíbrio financeiro almejado e estabelecer preços adequados. 

Os principais, são: 

  • Custos fixos: custos de funcionamento da empresa, que estão diretamente relacionados à variação na prestação de serviços, tais como aluguel do escritório, contas de consumo, salário, internet, seguros, parcelas de empréstimos, etc.
  • Custos variáveis: são os custos que aumentam ou diminuem conforme o volume de serviços prestados, como comissões, manutenção de equipamentos, impostos, fornecedores, serviços terceirizados etc.
  • Custos de serviços: são os custos específicos da realização do serviço, como as horas trabalhadas, transporte dos funcionários e materiais utilizados.

2 – Se atente aos preços

Estabelecer preços é um dos maiores desafios de uma empresa do setor de serviços.

Para definir preços adequadamente, é necessário se atentar quanto aos seguintes pontos:

  • Custo da hora da mão de obra;
  • Custos fixos e variáveis do negócio;
  • Margem de lucro esperada;
  • Preços praticados pela concorrência;
  • Percepção de valor do cliente.

Em outras palavras, basta se basear nos custos obtidos ou nos valores aplicados pelos concorrentes, pois, os preços também podem depender da percepção de cada consumidor e de uma pesquisa de mercado, resultando na necessidade de avaliar todos os aspectos em conjunto. 

Posteriormente, será possível direcionar o foco em um modelo de preços por hora, por categoria de serviço ou êxito.

3 – Monte uma proposta comercial viável 

Uma boa proposta comercial feita pelas empresas prestadoras de serviços, pode funcionar como a porta de entrada para o cliente chegar e você convencê-lo de que está apto a oferecer a melhor solução. 

Esse documento apresenta detalhadamente, todos os dados referentes ao trabalho que será executado, como um cronograma, escopo, termos de confidencialidade e diferenciais dos serviços prestados. 

Designed by @welcomia / Freepik

4 – Controle os contratos 

Um aspecto extremamente relevante da gestão financeira de empresas do setor de serviços consiste no controle de contratos, por isso, é essencial manter um registro que permita um acesso fácil e rápido dos dados contratuais, prazos de vigência, cláusulas de rescisão, obrigações e valores.

Desta forma, será possível comparar o valor integral dos contratos que já foi faturado, prever possíveis despesas, além de conseguir se preparar para a data de vencimento e permitir o cálculo referente à capacidade da empresa em atender novos clientes.

5 – Faça o reajuste periódico dos contratos

A atualização dos contratos se trata de um dos pontos mais delicados diante da relação entre cliente e prestador de serviços, tendo em vista que, todo reajuste costuma acontecer devido a um fenômeno macroeconômico bastante conhecido, denominado de inflação. 

O consenso geral é de que os valores podem ser elevados anualmente nos contratos de prestação de serviços como uma maneira de manter a saúde financeira da empresa, além de compensar o aumento nos custos provenientes de insumos e mão de obra.

Por isso, pode ser importante utilizar uma planilha para reajustar os valores de acordo em critérios específicos visando preservar a satisfação do cliente. 

6 – Foque no sucesso do cliente 

É fácil notar que, a venda de serviços é bastante diferente da venda de produtos, uma vez que, a satisfação do cliente irá depender da percepção de que o problema realmente foi solucionado, e não, amenizado. 

É por isso que é essencial compreender a fundo as necessidades do público-alvo com o objetivo de focar no sucesso do cliente.

Porém, para que isso aconteça, o prestador de serviços precisará manter ou compor uma equipe altamente qualificada, qual se dedique ao projeto dos clientes e dê a devida atenção a fim de garantir que todos os resultados desejados foram alcançados. 

7 – Use a tecnologia a seu favor

Por último, mas não menos importante, considerando as evoluções tecnológicas que promovem uma série de possibilidades atualmente, é essencial que estes novos recursos sejam agregados ao negócio no intuito de centralizar todas as informações e implementar uma gestão inteligente e eficiente. 

Por Laura Alvarenga