Principal despesa de cartões corporativos para PMEs revela tendência!

Viagens e produtos eletrônicos ocupam o segundo e o terceiro lugar nas despesas corporativas

Conforme o e-commerce segue se posicionando como um importante canal de vendas para pequenas e médias empresas e startups, devido ao seu alcance e agilidade, a Tribal revelou, com base em dados internos, as três principais categorias de compras que PMEs realizaram no Brasil com cartões de crédito corporativos no último ano. Segundo os dados levantados, 9 das 10 empresas em que as PMEs mais compram estão relacionadas a transações online.

Ainda de acordo com os dados da Tribal, entre o primeiro semestre de 2021 e o final do primeiro semestre de 2022, nas transações realizadas com cartões corporativos – físicos e virtuais – por mais de 2.500 pequenas e médias empresas na América Latina, o maior gasto em comum foi com publicidade digital. Os gastos também ficaram em primeiro lugar em toda a América Latina, com uma diferença de 10% em relação ao segundo item de maior valor, que foi tecnologia.

No ecossistema das empresas em fase inicial ou de crescimento, as plataformas digitais são peças fundamentais para a amplificação do negócio e na busca por novos clientes. E, nas mídias sociais, o investimento em anúncios digitais se tornou indispensável para as páginas corporativas. Só no Brasil, o valor transacionado com esse objetivo dobrou na comparação com o primeiro e o segundo trimestre de 2022, conforme apontam dados da Tribal.

“É importante levar em conta que as PMEs continuam se adaptando aos novos tempos com a revolução das tecnologias disruptivas, e muitas estão acelerando seus processos de digitalização. Nesse sentido, é importante constatar que as empresas estão utilizando seus recursos de capital e crédito corporativo para efetuar pagamentos, principalmente por meio do comércio eletrônico, diretamente relacionado ao aumento do crescimento dos negócios”, comenta Ricardo Pedraza, Diretor de Desenvolvimento de Negócios para América Latina na Tribal.

Ainda dentro do mercado brasileiro, em segundo lugar estão os gastos com viagens corporativas e os custos envolvidos, como transporte, agências e hospedagens. De acordo com dados da Abracorp (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas), já é possível notar a retomada do setor, que faturou R$869 milhões em março deste ano, valor apenas 2% menor que em 2019. 

Com a volta das viagens de negócios, essa é a categoria que mais cresce no Brasil, que ocupa a segunda posição de crescimento de gastos corporativos na América Latina também, conforme o levantamento da Tribal. Durante o primeiro semestre de 2022, essa categoria já está entre as três principais da região.

Em terceiro lugar, estão as despesas com produtos eletrônicos como software, hardware e outros dispositivos para programação. O trabalho remoto, que tornou-se uma realidade para muitas empresas mesmo após a autorização para a volta aos escritórios, demandou a adoção de uma série de tecnologias para a adaptação aos novos modelos de trabalho e, consequentemente, novos gastos voltados à área de tecnologia da informação.

No ranking geral da América Latina, os gastos corporativos, usando os cartões da Tribal, se classificaram da seguinte forma – do maior, ao menor: publicidade digital, produtos eletrônicos, serviços corporativos, compras gerais (varejo), e, por último, viagens. 

A Tribal oferece soluções de crédito e pagamentos para startups e pequenas e médias empresas com foco em mercados emergentes. 

Comentários estão fechados.