Problemas financeiros: Quais os impactos dessa realidade na saúde mental da população

0

A crise econômica tem sido outro fator de grande preocupação para a saúde mental e emocional do brasileiro em meio à pandemia.

Com crescente desemprego, diminuição do poder de compra e consequente endividamento, seis em cada 10 pessoas relatam que tiveram impactos na saúde mental por causa das dificuldades financeiras, segundo levantamento da plataforma Acordo Certo, maior empresa online de renegociação de dívidas do Brasil. 

Entre os problemas citados estão alterações de humor (72%) ou sono (71%), além de ansiedade (67%) e baixa produtividade nas tarefas do dia a dia (62%).

A problemática é também corroborada pela healthtech Zenklub, maior plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal do País, que registrou aumento de 230% na quantidade de citações sobre a vida financeira nas sessões de terapia realizadas por brasileiros em 2020, em comparação com o ano anterior. 

“Constantemente lemos notícias apontando o aumento dos preços na cesta básica, bandeira vermelha nas contas de luz, aumento no reajuste de aluguel e demais itens de gastos fixos dos brasileiros.

Soma-se a isso os juros de dívidas em atraso e o desafio fica ainda maior. Entendemos que o primeiro passo para sair do vermelho é organizar as finanças domésticas e se planejar para zerar as dívidas, nem que seja aos poucos.

pandemia
Pandemia

O ideal é manter a calma, anotar todos os débitos e negociar os melhores descontos e condições de pagamento.

Com isso é possível brecar o endividamento, realizar acordos com um bom desconto, de uma forma que caiba dentro do orçamento mensal”, explica Thales Becker, CMO da Acordo Certo.

Para a psicóloga do Zenklub, Elaine de Oliveira Braga, a frustração de não poder gastar ou pagar o que se quer se manifesta no sentimento de impotência e de descrença de si mesmo.

“O endividamento pode acarretar em irritabilidade, estresse, mau humor, ansiedade, medo, tristeza, desânimo e até mesmo a depressão.

Mesmo que não seja simples reverter a situação, por depender de fatores externos, o melhor para a saúde emocional do indivíduo é procurar meios para diminuir o problema, tentar a renegociação de dívidas, e, buscar pensar positivo. Jamais desacredite do seu potencial”, destaca. 

Além disso, a especialista reitera que assim como as finanças afetam a saúde mental, o contrário também pode acontecer e que, caso os problemas emocionais persistam, o mais indicado é que se procure ajuda psicológica especializada. “Para que seja possível identificar e tratar o problema”, completa.

E nisso a plataforma do Zenklub é uma grande aliada. Com propostas acessíveis, a plataforma viu a quantidade de clientes aumentar 515% e o número de consultas online saltar para 50 mil por mês em 2020. 

Hoje, o Zenklub oferece sessões com mais de 3 mil psicólogos, psicanalistas, coaches e terapeutas.

E as consultas podem ser feitas pelo aplicativo (disponível para iOS e Android) ou pelo site,  por vídeo ou chat, agendando um horário ou com profissionais que estiverem online no momento que a pessoa precisar.

Por Zenklub

Fonte: BBS NEWS