Ainda que, todas as informações pareçam claras muitas empresas encontram dificuldades na hora da inclusão ou renovação no Simples Nacional apresentando pendências fiscais e cadastrais. Na verdade essas situações são mais comuns do que possamos imaginar, afinal em alguns anos o número de empresas tinham alguma pendência passava dos 60%, número muito expressivo levando em consideração que essas pendências poderiam ser evitadas com a realização de um trabalho de contabilidade.

O Comitê Gestor do Simples Nacional, ano após ano ressalta a importância da verificação de toda a documentação para que após o pedido não encontrem dificuldades para conseguirem aprovação. No entanto, muitas empresas que requerem o enquadramento no Simples Nacional apresentam dívidas com o Fisco.

Para evitar que o seu pedido tenha pendências é importante ficar atento a todo o trabalho da contabilidade, afinal é muito importante que as documentações e os pagamentos tributários estejam em dia.

PEDIDOS COM PENDÊNCIAS PODEM SER APROVADOS?

Os pedidos que não foram processados por conta dessas pendências ainda podem ser aprovadas, desde que os débitos sejam quitados juntos a Receita Federal, para facilitar pode ser feito online e desde 2011 por lei complementar, o pagamento pode ser feito em parcelas, sendo em até 60 vezes, com correções monetárias pela taxa Selic.

Como o prazo de requerimento a adesão ou renovação é em janeiro, aproveite esse final de ano para fazer um levantamento, junto a sua contabilidade, das suas documentações, verificar se tem alguma pendência fiscal e assim evitar um processo de correria quando abrir o prazo de solicitação.

Em média os pedidos para adesão ao Simples Nacional são de 200 mil empresas sendo pouco mais de 20 mil enquadradas como microempreendedores individuais.

O Simples Nacional, foi criado em 2007, é um regime simplificado de tributação e com isso beneficia micro e pequenas empresas que tenham faturamento anual de até R$ 3,6 milhões. Em uma única guia são pagos seis tributos federais, mais o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICSM), que é administrado pelos estados, ou então o Imposto Sobre Serviços (ISS), de responsabilidade dos municípios.

SUA EMPRESA É UMA ENGRENAGEM FAÇA COM QUE TUDO FUNCIONE CORRETAMENTE

Assim como uma engrenagem, havendo um pequeno erro todo o trabalho pode ser prejudicado, com isso é muito importante que a empresa como um todo tenha uma boa comunicação e ao seu lado tenha a melhor contabilidade, afinal toda a documentação e pagamentos de tributos fazendo com que tudo funcione corretamente evitando contra tempos.

Por fim, sabendo que o prazo de inscrição está se aproximando, comece a verificação de tudo e não deixe para a última hora, é muito importante que toda a documentação esteja em dia para que não encontre dificuldades com a Receita Federal.

Autor: Henrique Lopes

FONTE: PABI CONTÁBIL