Processar a empresa pode me prejudicar a conseguir um novo emprego?

Vamos esclarecer quais são os impactos que o trabalhador pode sofrer ao processar o antigo empregador

Uma dúvida muito comum por parte dos trabalhadores é pensar sobre o que acontece caso processe a empresa ao qual trabalhava, se isto pode gerar dificuldades para conquistar um novo emprego.

Esse tema traz uma série de mitos e crendices quanto aos impactos que o processo de uma antiga empresa que trabalhava pode refletir nos próximos empregos. 

Processar pode me prejudicar a conseguir um novo emprego?

Em primeiro lugar é necessário esclarecer que não existe uma razão para a existência de procedimentos de justiça do trabalho quando o trabalhador sofre um tratamento injusto no seu ambiente de trabalho.

Isso quer dizer que, pelo menos na maioria das vezes, o funcionário não entra com processo contra a empresa por simplesmente processar.

Normalmente costuma-se ter um motivo para isto, que pode variar desde o abuso por parte do chefe, o não cumprimento da lei, o atraso no pagamento dos salários, o não pagamento de horas extras e por aí vai.

No entanto, apesar de ser motivada por uma justificativa honesta, nada impede que uma nova empresa deixe de contratar um empregado que já processou a antiga empresa que trabalhava.

Porém, uma coisa precisa ser esclarecida, se a nova empresa não quiser contratar o trabalhador por medo de que o mesmo busque os seus direitos na Justiça, o entendimento claro é de que é bem provável que essa empresa não cumpra com seu papel como a lei determina.

Afinal de contas, se a empresa cumpre com todas as suas obrigações assim como determinam a lei, não tem porque ter medo de levar um processo, afinal de contas, não haverá justificativa para tal.

Sendo assim, por mais que possa haver um impacto negativo por parte das empresas que consultarem as devidas informações, quando uma empresa valoriza o profissional, respeitando seus limites, e principalmente o que determina a legislação, o trabalhador ter processado ou não uma antiga empresa não será motivo suficiente para evitar a contratação.

Principalmente porque a justiça no trabalho existe justamente para manter e determinar a ordem das relações do trabalho. Sendo assim, o trabalhador não deve em hipótese alguma deixar de buscar os seus direitos por medo de serem prejudicados.

Os trabalhadores que normalmente temem que seus currículos sejam prejudicados ou ganhem certa reputação negativa por terem “colocado a empresa no pau”, devem se atentar de que toda preocupação é baseada na realidade.

Sendo assim, somente poderá evitar a sua contratação, ou por realmente não se encaixar nas exigências para o cargo, ou simplesmente porque temem que o trabalhador busque por seus direitos.

Sendo assim, o único perigo real é quando trabalhadores processam maliciosamente seus antigos empregadores apenas para tentar “ganhar um dinheiro”, pois, isso sim pode manchar seu histórico como trabalhador, mas, se este não for seu caso, nunca deixe de buscar os seus direitos.

Dica Extra: Você conhece os seus direitos trabalhistas?

Já sentiu em algum momento que você pode estar sendo passado pra trás pelo seu chefe ou pela empresa que te induz a aceitar situações irregulares no trabalho?

Sua dúvida é a mesma de milhares de pessoas. Mas saiba que a partir de agora você terá resposta para todas as suas dúvidas trabalhistas e saberá absolutamente tudo o que acontece antes, durante e depois de uma relação trabalhista.

Se você quer garantir todos os seus direitos trabalhistas como FGTS, adicionais, horas extras, descontos e saber como se posicionar no seu emprego sem ser mais obrigado a passar por abusos e ainda entendendo tudo que pode e que não pode na sua jornada de trabalho, clique aqui e saiba como!

Comentários estão fechados.