Você deve ter notado que a profissão contador está evoluindo rápido, especialmente no que diz respeito à tecnologia. Diante dessa realidade, se preparar e manter sua empresa contábil atualizada é uma exigência para se posicionar à frente da concorrência. Se você ainda não deu esse passo, que tal começar em 2018?

Neste artigo, você vai ver:

  • Como a profissão contador tem evoluído
  • De que forma a tecnologia impacta a rotina contábil
  • O que vem por aí em 2018 e além
  • Qual o perfil desejado do novo contador
  • O papel do contador consultor
  • O momento da contabilidade digital e na nuvem.

A evolução da profissão contador na história recente

Sholto Macpherson, jornalista de tecnologia aplicada a negócios e especialista em plataformas de contabilidade em nuvem, escreveu um artigo exclusivo para o nosso blog recentemente. No texto, mencionou que muitos contadores foram pegos de surpresa com as atualizações tecnológicas. Disse também que, infelizmente, muitos profissionais têm resistência a mudanças.

E você? Também vê o futuro com certa desconfiança? É bom começar a refletir sobre o presente e projetar os próximos anos.

O que se sabe é que o mercado atual é altamente competitivo. A quantidade de empresas contábeis certamente já chama a sua atenção. Diante de tantos disputando o mesmo espaço, inovar já não é mais um diferencial. Essa é uma postura necessária para sobreviver e atrair clientes.

Mas até chegar a esse cenário, a profissão contador mudou bastante. E tudo isso não começou agora, mas há muito mais tempo.

A contabilidade sempre procurou se adaptar às diversas mudanças que ocorreram na história da humanidade. Teve o método das partidas dobradas, evoluindo os sistemas de custos na Revolução Industrial. Depois, foi criada a contabilidade gerencial com o surgimento das sociedades por ações.

Hoje, o momento é digital. A tecnologia impacta diretamente o trabalho do profissional contábil. Diversas declarações devem ser entregues eletronicamente. Além disso, existe a necessidade de entregar informações corretas e de forma rápida aos empresários.

O SPED como marco da evolução

Para representar a evolução tecnológica das obrigações acessórias, uma sigla que ganhou muita força nos últimos anos no setor é SPED.

O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) originou uma nova era contábil com o cruzamento de informações. Há alguns anos, os contadores se preocupavam, essencialmente, em registrar os documentos que os clientes enviavam. Isso além de fazer sua declaração de Imposto de Renda, é claro.

Porém, com a implantação das diversas versões do SPED, toda a empresa precisa terinformações detalhadas e que sejam condizentes.

Além disso, um grande desafio dos últimos anos é aliar a contabilidade com a administração. Afinal, o contador atual é visto como um parceiro da empresa. Não é apenas o profissional que entrega as obrigações acessórias.

Ele se tornou um dos principais aliados do processo de desenvolvimento econômico-financeiro das organizações. Como exemplo, basta lembrar que possui em suas mãos todas as informações da empresa. Vai desde pequenos valores que saem do caixa até altas quantias de aplicações. Com isso, pode ajudar o empresário na tomada de decisões.

Mas para que essas informações sejam enviadas e recebidas de forma ágil, um fator foi primordial para a evolução da profissão contador: a tecnologia.

Como a tecnologia impacta o trabalho da empresa contábil

Para os contadores que estão abertos às mudanças, a tecnologia tende a ser uma grande aliada. Seus reflexos aparecem na produtividadeotimização do tempo e, especialmente, na precisão das informações.

Quem nunca digitou uma informação errada quando as notas fiscais eram lançadas manualmente? Ou até mesmo nos próprios lançamentos dos pequenos valores usados do caixa das empresas. Uma diferença de centavos pode demandar um grande retrabalho para encontrar a origem do problema, não é mesmo?

A verdade é que a tecnologia vêm facilitando a profissão de contador nos últimos anos. Isso ocorre especialmente com os novos sistemas em nuvem integrados aos clientes. Taisferramentas podem ser acessadas de qualquer lugar e de qualquer dispositivo.

Além disso, o sistema em nuvem é muito seguro. Ele não demanda horas de instalação, como os antigos sistemas ERP que precisam de um servidor próprio e da contratação de uma equipe especializada.

Tecnologia significa automação no serviço contábil. Se adaptar às mudanças positivas que isso proporciona pode fazer o contador ganhar muito tempo. É só pensar nas tarefas repetitivas que o serviço de escrituração contábil ainda exige.

Mas para que você esteja preparado para 2018 e os próximos anos, veja a seguir quais são as principais mudanças que você, profissional contábil, deve ter atenção.

Principais mudanças na contabilidade para 2018 e além

O mercado está se adaptando rapidamente a diversas mudanças. Entre eles, contabilidade em nuvem, cruzamento de dados, contabilidade e administração unificados e presença online. Como são muitas novidades, por onde começar? Vamos dar algumas ideias.

O perfil da nova profissão contador

O professor Dr. José Carlos Marion, um dos maiores estudiosos da contabilidade, cita em suas apresentações que a contabilidade é a profissão do terceiro milênio. E ele não fala sem razão.

O contador vive em constantes mudanças, especialmente no que diz respeito à tecnologia. Tanto é assim que diversas informações já não constam mais em papel. Quem imaginava isso há alguns anos?

Para se tornar um verdadeiro contador do futuro, é necessário reduzir os impactos das constante mudanças. E isso pode ser feito antecipando cenários e provocando as soluções.

É preciso participar ativamente das discussões dos processos e das inovações. E algo que podemos verificar nos escritórios que se destacam é o contador gestor, que auxilia na gestão das empresas.

Por isso, a profissão contábil de 2018 depende de aliar tecnologia e gestão. Isso trará muitovalor agregado ao seu escritório. Sem dúvidas, com essas duas atribuições alinhadas, você terá muito destaque no mercado.

Se você ainda não leu o artigo do Ronaldo Dias sobre a contabilidade do futuro, esse é um excelente momento para fazer uma reflexão sobre ele. São palavras divertidas e inquietantes, que justamente mostram como o futuro será muito mais automatizado, tecnológico e com um perfil totalmente gerencial do novo contador.

Constante atualização e atenção às novas obrigações acessórias

Tem algo que não dá para fugir: as constantes mudanças na legislação e a implantação de novas obrigações acessórias.

Por isso, se você tem a profissão contador, é essencial se manter informado e atualizado. Há o compromisso de acompanhar as principais deliberações da Receita Federal. Também fique de olho no que estados e municípios implantam.

Para ajudar nessa tarefa, você pode:

  • Assinar gratuitamente a newsletter da ContaAzul para receber novidades em primeira mão;
  • Assinar os boletins eletrônicos das receitas federal e estadual
  • Assinar boletins pagos de empresas especializadas na área contábil.

Para começar, vamos falar de duas declarações que serão implantadas em 2018: EFD-Reinf e DME.

EFD-Reinf:

A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf) é um complemento do e-Social. Ela deve ser preenchida em diversos casos, como:

  • Informar os serviços tomados/prestados mediante cessão de mão de obra ou empreitada
  • Quando ocorrerem retenções na fonte de IR, CSLL, COFINS, PIS/PASEP sobre os pagamentos diversos efetuados a pessoas físicas e jurídicas
  • Informar os recursos recebidos ou repassados para associação desportiva que mantenha equipe de futebol profissional
  • Quando houver comercialização da produção e à apuração da contribuição previdenciária substituída pelas agroindústrias e demais produtores rurais pessoa jurídica
  • Todas as empresas que se sujeitam à CPRB que estejam informadas na Lei 12.546/2011
  • Todas as entidades que promovem eventos envolvendo associação desportiva que mantenha clube de futebol profissional.

Quanto ao prazo de obrigatoriedade, veja na íntegra o que foi publicado no site do Sped em 5 de dezembro. Você vai observar que começa a valer em 1º de maio de 2018, mas que muitas empresas só serão atingidas um ano depois.

DME – Declaração de operações liquidadas com moeda em espécie:

A DME é mais uma novidade para 2018. Essa declaração tem como objetivo informar para a Receita Federal os valores recebidos em espécie. Vale tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas.

E o principal ponto de atenção é que as informações da DME devem ser condizentes com a Declaração de Imposto de Renda. Caso contrário, existe uma grande chance de o contribuintecair na malha fina e precisar pagar altos impostos.

Se algum dos seus clientes recebe altos valores em espécie, fique atento à essa declaração. Ela entra em vigor já em 1º de janeiro de 2018.

Cobrança por serviço e não por honorários

Uma tendência para a profissão contador em 2018 está na precificação. O tipo de cobrança deve ser alterado, não usando mais um valor fixo de honorários. Mas será necessário detalhar os serviços prestados e realizar a cobrança individual.

Como exemplo, podemos citar que um serviço de consultoria têm um valor muito maior do que realizar a importação das notas fiscais.

Além disso, muitos clientes não têm noção da quantidade de serviços realizados para manter a empresa em dia com o Fisco. Essa é uma boa oportunidade de demonstrar a demanda de trabalho necessária e usar isso para justificar seus honorários.

Consultoria

Muitos contadores relatam a dificuldade em conseguir novos clientes. A propósito, você sabia que é até 10 vezes mais difícil do que manter um cliente e vender mais serviços para ele? Como não poderia deixar de ser, a dica é investir nessa relação. Ofereça mais soluções a quem já negocia com você.

Você, como contador, pode visualizar diversas dificuldades que seu cliente tem. Melhor do que isso: pode ser o provedor das soluções.

Um terço das empresas brasileiras possui dificuldades financeiras, segundo uma pesquisa divulgada pela Serasa. A maior parte delas são microempresas. E como você deve saber, esse é o principal modelo de negócio atendido por escritórios contábeis.

Então por que não começar agora a prestar consultoria para quem já atende? Isso pode ser umgrande diferencial para sua empresa. Já no futuro, será algo essencial para a profissão contador.

Atendimento personalizado

Seu escritório entra em contato com o cliente apenas para tirar dúvidas e cobrar o envio dos documentos mensais? Se a resposta for afirmativa, esse é um dos principais pontos que devem ser alterados.

É preciso manter uma relação mais próxima com seus clientes. E essa proximidade não precisa depender de deslocamentos até as empresas atendidas. Você pode realizar reuniões por Skype ou Hangouts, por exemplo.

Além disso, você pode marcar reuniões online (os chamados webinars) com diversos clientes para atender a todos de uma única vez. A proposta é falar sobre assuntos que são um problema em comum. Entre eles, a organização financeira.

Quantos escritórios você conhece que fazem isso? Então, pode começar a pensar no futuro do seu negócio hoje mesmo. São simples atitudes que aumentarão consideravelmente o valor do seu serviço.

Presença digital do escritório contábil

Outro ponto que deve ser destacado é a presença do seu escritório na internet. Isso vale tanto para manter clientes atualizados, quanto para conquistar novos.

Possuir um site ou uma página em uma rede social não tem muito valor se você não mantiver seus canais de comunicação atualizados. Se você notar, as empresas de maior destaque fazem exatamente isso. Elas postam conteúdos periódicos e esse é o novo marketing digital na contabilidade virtual.

Você pode manter sua presença digital de diversas formas. Por exemplo:

  • Publicando artigos no seu blog empresarial
  • Postando imagens e atualizações contábeis na redes sociais do seu escritório
  • Envio periódico de e-mails com novidades
  • Criação de vídeos curtos e objetivos para atualizar seus clientes e passar ainda mais credibilidade para o seu escritório.

Não perca tempo. Comece 2018 implantando novas estratégias de marketing digital para alavancar seu escritório.

Contabilidade em nuvem

Por último, mas não menos importante, é essencial adotar soluções em nuvem. Faça isso tanto nos próprios sistemas contábeis, como o ContaAzul, quanto no envio, recebimento e arquivo de informações digitalizadas.

Além de otimizar o tempo e ganhar produtividade, os sistemas em nuvem são muito mais seguros. Isso garante que as informações dos seus clientes não vão cair em mãos erradas.

Convoque sua equipe para a modernização

Neste artigo, você verificou as mudanças pelas quais a profissão contador vem passando. Também viu a sua evolução na história recente. E descobriu a tecnologia e seus impactos na atividade contábil.

A dica é que compartilhe o conteúdo com sua equipe contábil. Permita que todos saibam a importância de estar preparado. Todos devem estar engajados para modernizar a forma defazer contabilidade e se tornar um contador do futuro.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.