O que é trader e o que fazer para começar

O investidor precisa ter em mente que, se seu objetivo é ganhar dinheiro, então precisa considerar o mercado de renda variável.

Enquanto a renda fixa oferece a possibilidade de ter acesso a ativos com boa segurança e liquidez, é na renda variável que se faz possível alcançar os maiores índices de rentabilidade.

O motivo é que não existem limites para o crescimento de ativos como os empresariais. E, em especial, a Bolsa de Valores, onde o sucesso pode ser alcançado de diferentes maneiras.

Por isso, vale a pena saber mais sobre o “trade” e entender como é possível obter melhores rentabilidades com esse tipo de prática.

O que é trade

A tradução da palavra inglesa trade é “troca”. Quando alguém faz uma operação de trade, essa pessoa troca ativos, ou melhor, dentro do contexto da renda variável, compra e vende de acordo com uma lógica de mercado.

O responsável por esse tipo de procedimento é o trader, um especialista em executar as ordens e negociar – comprar ou vender – os ativos na Bolsa de Valores, de maneira autônoma.

O trader defende os interesses próprios ou de terceiros que recorrem a esses profissionais por conta de seus conhecimentos em relação não somente a ações, mas também a moedas e aos fundos de investimentos, entre outros.

Essa certamente é uma figura que ganhou protagonismo no universo dos investimentos nos últimos anos. Por conta do avanço tecnológico, o trader hoje já pode fazer seu trabalho sem sequer sair de casa.

Tipos de trader

Existem diferentes tipos de traders, de acordo com o período de tempo em que concentram suas ações.

O chamado “scalper”, por exemplo, é aquele que negocia em curtíssimo prazo, mantendo suas posições abertas durante alguns minutos ou, muitas vezes, por segundos, ao longo do dia. O objetivo é buscar pequenas variações de preço a partir de grandes lotes e alavancagem para trazer lucro.

O Daytrader talvez seja a categoria mais conhecida, por se dedicar a um procedimento que se resume a um dia.

Eles são aqueles que entram e saem de suas posições dentro do período em que a Bolsa de Valores está aberta.

Outra categoria é a dos swing traders, em que as operações ocorrem entre uma semana e 3 meses, mantendo as posições por vários dias.

Além disso, existem especialistas em negociações de momento, os chamados “momentum” e também os traders de posição, que seguem uma lógica que pode levar anos, tendo como base as análises fundamentalistas de ações.

O que faz um trader

Em resumo, o trader é o especialista na análise do comportamento dos ativos. Ele deve ser capaz de enxergar eventuais oscilações nos preços praticados e em função disso encontrar oportunidades de negócio, ainda que isso exija uma ação rápida.

O que permite esse tipo de atuação é justamente a natureza da Bolsa de Valores, ambiente no qual é bastante comum e até previsível que o valor de mercado das empresas oscile.

A questão é se aprofundar não só nos fundamentos das empresas, mas também no histórico dos resultados delas dentro do ambiente da Bolsa.

Quando o trader tem conhecimento avançado e experiência no mercado, a tendência é que conquiste resultados interessantes mesmo em abordagens extremamente rápidas.

Como começar como trader

Por mais que possa ser uma atividade de alta complexidade e risco, o trade não exige uma formação profissional, embora isso seja recomendável.

Qualquer pessoa com acesso a uma plataforma de investimentos e cadastro em corretoras autorizadas pode movimentar dinheiro na Bolsa e fazer procedimentos de curto, médio e longo prazo.

A questão é reunir todo o conhecimento necessário para atuar com uma atividade bastante específica. Isso diz respeito ao domínio de metodologias, capacidade de fazer boas análises, entre outros.

Na prática, é necessário apenas ter um computador e acesso à internet para poder operar como trader por conta própria, investindo de acordo com suas possibilidades.

A grande diferença do profissional para o amador costuma ser sua margem de erros. No caso do primeiro, ela tende a ser mínima, até porque isso pode envolver grandes cifras de terceiros.

Por isso, é comum que esse tipo de especialista comece operando em ambientes virtuais, como o simulador de investimentos, de maneira que aprenda a dominar os procedimentos antes de se arriscar em um mercado tão volátil.

Assim pode desenvolver estratégias e se manter atualizado em relação às novas exigências do mercado.

Por Experta Midia