Profissional 5P: Entenda a exigência do mercado imobiliário atual

0

As mudanças econômicas e tecnológicas que todos vemos acontecer também chegaram, como não poderia deixar de ser, ao mercado de trabalho, que hoje exige profissionais cada vez mais capacitados e treinados.

E o setor imobiliário não poderia ficar de fora desse movimento.

No entanto, engana-se quem acredita que apenas a tecnologia seja suficiente para melhorar a performance e a conversão de vendas de um corretor. 

Sim, a tecnologia é fator essencial em um mundo cada vez mais digital e conectado, mas deve estar aliada ao valor humano e à conduta ética e transparente dos profissionais para oferecer ao cliente aquilo que mais importa: a prestação de serviço de qualidade.

Para fornecer essa entrega, a atuação dos profissionais deve estar relacionada a cinco palavras, cuja primeira letra é “P”:

  • Perseverança
  • Praticidade
  • Persistência
  • Paciência
  • Proatividade

Todos sabemos que não existe conquista se não houver dedicação ao trabalho e ao cliente.

E o profissional de sucesso é perseverante, não desiste com facilidade e entende que a corretagem é uma profissão muito rentável, mas muito difícil.

Quem enxerga nessa profissão uma solução para ganhos altos e rápidos, acaba desistindo antes do primeiro fechamento de negócio.

É muito comum um corretor em início de carreira fazer uma venda muito rápido e logo se iludir.

Geralmente, quando isso acontece, logo acaba desistindo.

Além de perseverante, o agente imobiliário deve ser prático.

Perdido, o tempo é uma preciosidade que não se recupera jamais e, por isso, devemos fazer a seguinte reflexão: “Se o nosso tempo é importante, imagine o do nosso cliente”.

Então, é necessário haver a busca por uma atuação prática, ágil e direta, que ainda considere a transparência e a segurança jurídica.

Quantas vezes você, como cliente, já se viu perdendo tempo em portais de anúncio ou em sites de imobiliárias? Atualmente, procurar um imóvel no Brasil consiste no seguinte fluxo:

1) separar o papel e a caneta;

2) acessar portais de anúncios e sites de imobiliárias;

3) anotar o código do imóvel;

4) entrar em contato com o corretor (ou aguardar um contato dele) para saber apenas uma informação, que na maioria das vezes ele não lhe dá;

5) marcar uma visita para sanar a curiosidade que poderia ter sido satisfeita apenas com uma ligação.

Às vezes, nesse processo, o imóvel que o cliente encontrou já havia sido vendido.

Mas há situações piores, como no caso de o imóvel estar disponível, mas não poder ser transacionado por problemas de documentação.

E só se descobre isso depois da proposta feita.

É uma situação lamentável, mas pode piorar.

Vamos supor que você, cliente, passou por isso e, ao retomar a busca, cruza novamente com o mesmo imóvel.

Sim, isso acontece…

Acredito que um corretor de imóveis que esconde os dados do produto está atentando contra o tempo, tanto de quem compra, quanto de quem vende.

Em relação à persistência, não existe ganho sem empenho.

Comprometer-se a entregar o seu melhor é condição imprescindível para o corretor alcançar o sucesso, que também exige paciência para ser conquistado.

Vale lembrar que velocidade sem direção só leva mais rápido para o caos, que a paciência é uma virtude e que o sucesso não acontece por acaso, nem tão rápido quanto gostaríamos.

Por fim, a proatividade.

Estar disposto e ser corporativista com seus colegas é tão importante quanto ser atencioso e objetivo com seu cliente.

O mercado deve ser transparente e corporativista.

Por isso, o corretor não deve ter medo de fazer uma parceria.

Assim, não se omita e não ache que o comprador é mais importante que o produto e lembre-se de que o vendedor de hoje é o comprador de amanhã e vice-versa.

A falta de transparência é um atentado contra o mercado imobiliário cometido, na maioria das vezes, pelo maior interessado: o corretor de imóveis.

Por Fernando Nekrycz, CEO da Xaza

Sobre a Xaza

Criada em outubro de 2019, a Xaza é uma plataforma de intermediação imobiliária que facilita a compra e venda de imóveis exclusivos.