Profissional do futuro: aliar inteligência emocional e artificial é fundamental para sobreviver no mercado

0

Nesse mundo globalizado com a inteligência artificial e uma crise de pandemia, muitos profissionais, quer sejam formado ou em formação, hão de conviver com um mercado laboral de seletividade ímpar, e poucos serão os incluídos nesse sistema que possam gerar os resultados que a sociedade precisa.

Obstante as demais variáveis que se agregam a sua formação, estamos convictos que somente aqueles que tiverem a capacidade de racionalmente se compatibilizar com a interseção das inteligências citadas no preâmbulo do presente artigo, hão de lograr êxito.

É fato, que a Academia, Universidade, Faculdade, Instituto e demais, ainda não têm os recursos mínimos necessários para essa formação educacional e profissional, e lamentamos essa mensuração, pois a exiguidade do tempo e de investimento não para, e comprovam quão distante estamos dessa busca que é verossímil, mas deprimente.

O presente artigo visa buscar conceitos básicos e diferenças dentre elas e na oportunidade construir recursos para que os leitores possam entender o perfil desejado por esse mercado, entendendo, portanto, sua seletividade.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Podemos entender que a inteligência emocional compreende a capacidade do ser humano aprender a lidar com suas próprias emoções e usufruí-las em benefício próprio.

É bem verdade que a maioria das AÇÕES e ATITUDES derivadas do ser humano muitas delas são emocionais, sejam elas positivas ou negativas, e sabemos da importância de sua formação para o seu desenvolvimento.

Se, entendemos que o HOMEM é um produto do meio ambiente em que vive, podemos diante dessa afirmativa equilitar a importância de sua inteligência emocional.

Diante da importância da inteligência emocional do ser humano, podemos identificar 5 (cinco) fatores essências, tais como:

  1. Conhecer suas emoções;
  2. Controlar suas emoções;
  3. Procurar automotivações;
  4. Buscar a Empatia;
  5. Ter relacionamento interpessoalmente.

Acreditamos que o mundo POS COVID-19, deve ser voltado para a capacitação e qualificação profissional, antenado com os avanços que possam acelerar a produtividade de qualquer atividade laboral junto ao mercado globalizado.

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Podemos conceituar que Inteligência Artificial é um recurso da ciência da computação que visa flexibilizar execução de atividades laborais e econômicas com menor esforço, buscando interagir com o ser humano em seu labor, mas essa equação deve ser perfeita.

O uso de algoritmo ou mesmo o qubits, agregado à lógica Fuzzi, utilizando demais recursos demonstram com clarividência o uso prático do conhecimento em prol de utilizar a nanotecnologia, automação, robotização ou similares para reduzir CUSTOS.

Com o Python, e Orange, conjuntamente utilizados, na Inteligência Artificial, conseguimos gerar o Machine Learning, Deep Learning, que com o Big Data, e o Data Mining, mesmo in the Cloud, reduzir a margem de erro, e buscar a melhor probabilidade de acerto na opção desejada, podendo ainda tanto utilizar demais recursos ou sistemas que lhe convier.

Se, por acaso não tenha entendido esse parágrafo, eis a prova do status quo de sua formação, e precisa melhorar imediatamente, se deseja entrar nesse novo mercado de trabalho.

Férias

PROFISSIONAL DO FUTURO

É fato incontestável que precisamos de PROFISSIONAIS qualificados e capacitados para entender essas metodologias e avanços tecnológicos, onde o conhecimento de outro idioma, mais tecnologia da informação, mais humanismo, induzam inovações e criatividades que possam ser geradas dessa miscelânea de que trata o titulo do presente artigo.

Devemos buscar de todas as formas o conhecimento necessário para que os PROFISSIONAIS tenham condições de entender e exercer o seu trabalho de forma eficiente.

Acreditamos que somente uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE possa contribuir para essa formação que possa inserir esses profissionais no mercado de trabalho altamente seletivo, possibilitando sua sobrevivência.

Lamentamos aqueles que serão excluídos do atual sistema, pois os gráficos estatísticos tendem a quantifica-los e identifica-los, ficando claro que somente aquele que buscar esse diferencial, terão oportunidades em qualquer atividade.

Portanto, é verossímil entender que mesmo a opção de empreender assim como a colocação ou recolocação do mercado de trabalho, se faz necessário esse UP GRADE qualitativo.

CONCLUSÃO

Se seu curso, ou mesmo Universidade, Faculdade, Instituto, em equivalente, não lhe ofereça tais recursos, ou que tenha um corpo docente sem essas características, seu investimento deve ser revisto imediatamente, pois o TEMPO é exíguo, e altamente customizado.

Devemos entender que um Diploma ou Certificado, que não lhe traga o conhecimento para proceder a essa mudança, nada significa e poderá lhe induzir a um ERRO catastrófico.

No atual momento em eu vivemos qualquer investimento deve ser analisado profundamente para ser executado.

O tempo e o mundo giram rapidamente e qualquer devaneio irracional ou bestial poderá trazer um dissabor com ônus pecuniário reprovável e poderá ameaçar a sua sobrevivência.

Lembro que “qualquer ação haverá sempre sua reação igual e oposta”, mas a seletividade de Charles Darwin exige nossa adequação o mais rápido possível.

Ressaltamos que não devemos perder tempos com fatos que possam atrapalhar nosso desenvolvimento, pois a necessidade de assertiva assim nos condiciona, e qualquer sentimento humano que induza fragilidade emocional poderá afetar a busca de sua performance profissional, mesmo sabendo que devemos equilatar certos devaneios.

Em palavras toscas, a ideia de AMOR, SENTIMENTO, SOLIDARIEDADE, e  similares, devem ser revisto de modalidade objetiva para contribuir e agregar valor a sua capacitação e qualificação. 

“O tempo e o recurso perdido com SENTIMENTALISMO devem ser repensados para não alijar sua formação, lembro que determinados ERROS tem o emocional como causa, pois doravante a NEURALINK tem o remédio para certos sintomas”.

Diante da limitação de muitos, temos a certeza que Elon Musk será o primeiro da Forbes, e desbancará Jeff Bezo, pois o mesmo conseguiu o remédio para a evolução humana, mas lembramos que TUDO depende do CAPITAL.

Por Elenito Elias da Costa e LEVY DA COSTA.