Você sabe o que é um programa de retenção de talentos?

De forma geral, um programa de retenção de talentos é aquele criado para garantir que os melhores funcionários permaneçam na empresa por mais tempo, de forma a preservar os colaboradores mais habilidosos e valiosos para as atividades da organização.

Muitos negócios que adotam um programa de retenção de talentos passam a contar com um quadro de funcionários mais satisfeito, comprometido e, consequentemente, entregando mais resultados para os negócios, o que alimenta um ciclo virtuoso tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

Além de ajudar na permanência dos colaboradores da empresa em suas atividades, um programa de retenção de talentos bem desenvolvido e eficiente funciona também como um diferencial no mercado e pode ser um diferencial da empresa em processos de recrutamento e seleção de novos profissionais, uma vez que o mercado conta com muitos trabalhadores que buscam as melhores condições de trabalho e valorização de sua mão de obra.

No entanto, sabemos que estabelecer um programa de retenção de talentos nem sempre é uma tarefa clara.

É comum que muitas empresas não saibam por onde começar ou não conheçam as melhores práticas para a estruturação de um programa eficiente e adequado para o negócio.

Por isso, a mywork criou um artigo com as principais informações a respeito de programas de retenção de talentos, reunindo os principais conceitos dessa estratégia, bem como as melhores práticas e dicas para ajudá-lo(a) a desenvolver o programa ideal para o seu negócio!

Ficou interessado(a)?

Continue com a leitura e saiba mais!

O que é um programa de retenção de talentos?

Um programa de retenção de talentos, como mencionado, é um conjunto de práticas adotadas por uma empresa para garantir que os melhores colaboradores de seu quadro de funcionários permaneçam no cargo que ocupam por mais tempo, evitando que saiam da empresa.

Ao longo da última década o mercado de trabalho vêm passando por diversas mudanças e muitas empresas vêm encontrando dificuldades em prospectar profissionais qualificados para as necessidades do negócio.

Esse é um dos principais fatores que torna o desenvolvimento de um programa de retenção de talentos cada vez mais crucial nas atividades organizacionais do país, uma vez que é preciso manter o alto desempenho dos funcionários que se destacam em suas atividades.

Assim, em outras palavras, o programa de retenção de talentos nada mais é do que uma estratégia que reúne um conjunto de ações e práticas para engajar e motivar os colaboradores, de forma a mantê-los satisfeitos e comprometidos com suas atividades e com a empresa.

O desenvolvimento e implementação do programa é responsabilidade dos gestores do departamento de Recursos Humanos da empresa, pois estes profissionais são responsáveis pela organização de gestão profissional na organização.

Os gestores de RH devem mapear e conhecer o perfil comportamental de seus colaboradores e entender as necessidades de cada equipe e cada profissional, identificando seus pontos fortes e fracos, para montar um plano de retenção de talentos adequado.

Por que ter um programa de retenção de talentos é importante?

Graças às mudanças enfrentadas pelo mercado de trabalho, a conquista e manutenção de uma mão de obra qualificada e engajada torna-se um desafio cada vez maior para as empresas e aquelas que não conseguem manter níveis ideais de satisfação e motivação de seus colaboradores têm o risco de enfrentar grandes números de demissões e um alto índice de turnover.

Isso impacta não apenas no fluxo de atividades internas, mas também no orçamento da empresa, que deve pagar várias verbas rescisórias decorrentes do grande número de rescisões contratuais.

Ao mesmo tempo, perde-se muito mais tempo na abertura de vagas e na realização de novos processos seletivos.

Assim, a implementação de um programa de retenção de talentos é praticamente imperativa para as empresas que desejam preservar a mão de obra qualificada, atrair novos talentos para a organização e impulsionar o crescimento dos negócios.

E como desenvolver um programa de retenção de talentos para minha empresa?

De forma geral, não existe um receita para a criação de um programa de retenção de talentos, pois cada empresa e cada atividade interna deve ser avaliada individualmente, levando em conta suas particularidades, as necessidades das equipes e as possibilidades de ação.

Afinal, cada empresa terá que diagnosticar a melhor forma de preservar suas equipes.

No entanto, existe uma série de boas práticas que podem ajudar qualquer negócio a desenvolver um bom programa de retenção de talentos e vamos falar mais sobre elas a seguir.

Plano de carreira

Praticamente todos os profissionais que ingressam no mercado de trabalho têm expectativas de construir uma carreira sólida e bem-estruturada em sua área de atuação e buscam fatores que os motivem e contribuam para seu desenvolvimento profissional.

Além de bons salários, a busca por um plano de carreira é um fator que motiva milhões de trabalhadores no mercado.

Por isso, empresas que oferecem um plano de carreira são mais atrativas, pois mostram que os colaboradores terão espaço para se desenvolver e para crescer na organização, adquirindo habilidades e conquistando novos cargos e novas posições na hierarquia interna do negócio.

Traçar um plano de carreira claro com os colaboradores é uma forma de motivá-los em sua evolução profissional e na superação de desafios.

Ambiente de trabalho e clima organizacional

Como a maioria dos profissionais passam a maior parte do dia no ambiente de trabalho, o local onde as atividades profissionais são realizadas deve oferecer uma qualidade de vida adequada para todos.

Assim, o ambiente de trabalho deve ser preservado não apenas em suas instalações físicas, mas também em relação aos acontecimentos internos e à convivência diária: evitar estresse, fofocas e conflitos entre as equipes é uma forma de valorizar o bem-estar de todos os colaboradores e diminuir problemas internos de convivência e até mesmo nas operações.

Além disso, investir em fatores estruturais como decoração, divisão adequada de espaço de trabalho, delimitação de áreas de intervalo e descanso, etc é uma boa ação para incluir em seu programa de retenção de talentos.

Salários

Todos sabem que a remuneração é um dos principais fatores para qualquer profissional e é imprescindível que as empresas ofereçam salários condizentes com o cargo e com a qualificação profissional de seus colaboradores.

Uma modalidade de pagamento de salários que vêm sendo muito adotada por empresas brasileiras é o salário sob demanda, que visa flexibilizar a remuneração dos colaboradores pelas horas trabalhadas e ainda não pagas.

Ou seja, o colaborador pode escolher o dia que vai receber o pagamento pelos dias que já trabalhou, o que permite mais flexibilidade para os pagamentos.

É claro que a remuneração não pode ser o único aspecto interessante para atrair e reter os profissionais qualificados na empresa, mas isso não quer dizer que esse não seja um fator importante!

Os formatos e valores de remuneração devem estar de acordo com o plano de carreira e com o mercado.

Promover a comunicação interna

Promover a comunicação interna na empresa é indispensável para o desenvolvimento de um programa de retenção de talentos eficiente.

Uma comunicação clara e transparente entre a empresa e os colaboradores permite que todos estejam alinhados em relação à processos, regras, expectativas, direitos, etc, o que facilita o desenvolvimento correto das atividades das equipes, além de melhorar o clima organizacional. 

Por isso, é fundamental que as empresas estimulem o diálogo aberto entre as equipes, gestores e diretores.

Estimule o feedback

Criar uma cultura organizacional de feedback é essencial para que os colaboradores e gestores estejam sempre alinhados com as atividades que devem ser realizadas e os pontos fortes e fracos de cada um.

Ter uma cultura que valoriza o feedback é uma forma de contribuir para o desenvolvimento profissional dos colaboradores, pois, ao dialogar sobre os pontos fortes e fracos dos colaboradores é possível diminuir hábitos e comportamentos indesejados e incentivar habilidades e comportamentos que contribuem para o dia a dia dos negócios e para o crescimento profissional dos funcionários.

Dessa forma, é interessante que as empresas desenvolvam processos frequentes de feedback, nos quais os colaboradores e gestores possam ter um momento de troca de impressões, avaliações de desempenho, expor pontos de melhoria e pontos positivos das atividades feitas.

O feedback é parte fundamental para um programa de retenção de talentos.

Invista em treinamentos

Uma boa estratégia para o programa de retenção de talentos de uma empresa é investir em treinamentos para funcionários.

Essa é uma forma de valorizar os colaboradores da empresa e estimular o desempenho adequado das atividades.

Além disso, investir em capacitações para os funcionários é uma forma mais econômica de ajustar erros e incentivar acertos dos colaboradores do que realizar novas contratações.

Assim, investir em capacitações, cursos, treinamentos e formações profissionais para equipes da empresa é uma boa forma de incentivar a permanência na organização, pois isso não apenas melhora os resultados dos colaboradores, mas é uma forma de ajudar no desenvolvimento e superação de pontos fracos dos trabalhadores.

Valorização dos funcionários

Você deve ter percebido que a valorização dos colaboradores é fundamental para que os profissionais se sintam satisfeitos no ambiente de trabalho.

O estímulo positivo seguido por novos desafios é uma das formas mais eficientes de engajar os trabalhadores.

Portanto, é importante que as empresas entendam os fatores que mais motivam os colaboradores e valorizem os resultados conquistados por cada um deles, de forma a oferecer estímulos positivos aos profissionais.

Essa estratégia é fundamental para um programa de retenção de talentos eficaz, já que é uma forma de reconhecer o empenho e os resultados conquistados pelas equipes.

Considerações finais

Você deve ter percebido que o desenvolvimento de um programa de retenção de talentos é um processo que exige muito conhecimento e estudo das condições internas da empresa, como o mapeamento do clima organizacional, a organização de ações de retenção e valorização, investimento em treinamentos e capacitações, etc.

Todas essas estratégias são fundamentais para a manutenção de profissionais qualificados no quadro de funcionários da empresa e também para o desenvolvimento constante do Departamento Pessoal da organização.

Investir em ferramentas de gestão também é uma forma de organizar melhor as rotinas internas de sua empresa e uma solução muito interessante para a avaliação de fatores internos da empresa, como quantidade de horas extras, pagamento de adicionais e atrasos de colaboradores é o sistema de controle de ponto online da mywork!

Você pode testar a solução da mywork gratuitamente durante 15 dias clicando aqui.

Dica Extra: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Fonte: MyWork