A tabela do Imposto de Renda não é reajustada desde 2015 e, com isso, a faixa de isenção continua em vigor apenas para os contribuintes que recebem até R$ 1.903,98. Segundo estudos do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal, a defasagem nas alíquotas já chega a 88%. O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) propõe que o governo reajuste a alíquota, aumentando a taxação das camadas mais ricas da população. Para tentar aliviar o bolso do contribuinte, um projeto em análise na Comissão de Assuntos Econômicos modifica o cálculo da correção monetária da restituição do IR (PLS 247/2014). A lei atual prevê o reajuste do valor pela taxa Selic a partir de maio. Pelo projeto de autoria do senador Waldemir Moka (PMDB-MS) a correção começa a partir de janeiro, o que aumentaria o rendimento.

Via Agência do Senado

Comente no Facebook

Oferta Especial!

Comentários