Projeto inclui como obrigação aceitar ofertas de emprego para receber o Bolsa Família

Hoje os beneficiários do programa já precisam, por exemplo, manter os filhos na escola e, no caso de gestantes, fazer acompanhamento pré-natal

0

O Projeto de Lei 2492/20 inclui entre as obrigações de beneficiários do Programa Bolsa Família a participação em trabalhos comunitários e a aceitação de ofertas de emprego por meio de programas públicos.

O texto está em análise na Câmara dos Deputados.

A Lei 10.836/04, que criou o programa, prevê atualmente como condicionalidades para a concessão dos benefícios o exame pré-natal para as gestantes; o acompanhamento nutricional e de saúde da família; e a frequência escolar (85%) das crianças.

“Os programas de transferência de renda de natureza não contributiva, como o Bolsa Família, precisam ser pensados de forma mais eficiente”, afirmam os autores, os deputados do PSL Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP) e Alê Silva (MG), no texto que acompanha o projeto.

Segundo eles, esses são instrumentos para mitigação da condição de pobreza de parte da população que, por princípio, devem estipular, além das condicionalidades de ingresso, metas intermediárias, objetivos finais, público-alvo e prazos de término.

ICMS

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

Fonte: Agência Câmara de Notícias