Pronampe: nova de fase de empréstimos começa hoje (25) 

Os novos créditos do Pronampe estão voltados às seguintes modalidades empresariais: MEI, ME e EPP. 

Nesta segunda-feira (25), o Governo Federal deu início a nova fase do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). O texto que regulamenta a iniciativa foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), no último dia 18 de julho. 

Conforme informações oficiais, a medida permite que instituições financeiras participantes do programa, poderão disponibilizar operações de crédito com o Pronampe até dezembro de 2024. Vale lembrar, que o projeto foi criado ainda em 2020, frente aos impactos econômicos oriundos da pandemia da covid-19

Em suma, a nova fase do programa vem para promover o empreendedorismo no Brasil. Segundo as estimativas, é que sejam liberados até R$ 50 bilhões em recursos do Pronampe, até o final deste ano. 

Quem pode contratar os empréstimos?

Os empréstimos do Pronampe são voltados à, basicamente, três modalidades empresarias, são elas: 

  • Microempreendedores individuais (MEI): empresas que rendem no máximo R$ 81 mil, ao ano
  • Microempresas (ME): aquelas cuja receita bruta anual é limitada a R$ 360 mil
  • Empresas de pequeno porte (EPP): possuem rendimentos superiores a R$ 360 mil, e limitados a R$ 4,8 milhões, ao ano. 

Condições do crédito Pronampe 

Nessa nova rodada do programa, os juros aplicados corresponderam a taxa selic, hoje, em 13,25%, acrescido de 6%. Isto é, os créditos contratados terão uma taxa de no máximo 19,25%, ao ano. O percentual é visto como vantajoso, considerando os empréstimos mais tradicionais que, em março deste ano, operavam com taxas de 34%, segundo o Sebrae. 

Ao contratar o crédito, o empreendedor poderá realizar o pagamento em até 48 parcelas mensais, respeitando a carência de 11 meses (já inclusa no prazo). Em relação aos valores que poderão ser contratados, as condições serão as seguintes: 

Valores do empréstimo

  • Para empresas com 12 meses (1 ano) ou mais em atividade: o limite do empréstimo corresponderá a 30% da receita bruta anual do último ano; 
  • Para empresas com menos de 12 meses (1 ano) em atividade: o limite do empréstimo corresponderá a 30% da receita bruta anual, ou até 50% do capital social, (o valor escolhido será o mais vantajoso); 
  • Em ambos os casos o valor do empréstimo não poderá superar R$ 150 mil. 

Como contratar?

Em primeiro lugar, será necessário escolher uma instituição financeira que opera com Pronampe. Confira abaixo uma lista com algumas empresas credoras, habilitadas para o programa: 

  • Caixa Econômica Federal; 
  • Banco do Brasil; 
  • Itaú Unibanco; 
  • Banco do Nordeste (BNB); 
  • Banco da Amazônia (Basa); 
  • Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG); 
  • Sicoob; 
  • Sicredi; 
  • Badesul. 

Feito isso, será necessário conceder a autorização à Receita Federal, para que ela possa compartilhar o faturamento da empresa contratante com a instituição financeira escolhida. O procedimento pode ser realizado de maneira totalmente digital, acessando o portal e-CAC.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.