O governo está estudando uma possível prorrogação do Auxílio Emergencial até março de 2021. O Ministério da Economia está estudando uma maneira de fazer essa prorrogação sem que pese ainda mais aos cofres públicos, uma vez que o Auxílio Emergencial tem aumentado cada vez mais a dívida pública do país.

Entretanto, se o auxílio for prorrogado novamente, o valor não será mais de R$ 600. A ideia de Paulo Guedes para uma eventual prorrogação é realizar novos pagamentos no valor de R$ 200 a R$ 300. Porém, mesmo com a possível intenção do governo em prorrogar o Auxílio Emergencial, caso o valor seja alterado, o novo valor deve passar pelo Congresso para que seja votado, uma vez que o Auxílio de R$ 600 já é lei e pode ser prorrogado com o mesmo valor sem precisar de nova votação, entretanto a mudança do valor gerará uma alteração no texto que precisará de uma nova aprovação do Congresso Nacional.

Outro ponto crítico para que o Auxílio possa ser prorrogado até março é o estado de calamidade pública que vence no dia 31 de dezembro de 2020. Para poder fazer valer o Auxílio Emergencial até março de 2021 o estado de calamidade pública precisará ser prorrogado até o mesmo período.

Com uma possível redução nos valores, será necessário a aprovação dos deputados e senadores.

auxilio emergencial

Pagamento da 5ª parcela começa na semana que vem

A quinta parcela do Auxílio Emergencial para inscritos no Bolsa Família começa na próxima terça-feira (18) para os beneficiários com o NIS final 1 e segue até o dia 31 de agosto para os beneficiários com o final 0.

Caso não aconteça mais nenhuma prorrogação do Auxílio, os beneficiários voltaram a receber o valor normal do benefício.

Calendário

Confira o calendário da quinta parcela para beneficiários do Bolsa Família. O pagamento é feito por ordem do último digital do Número de Identificação Social (NIS).

NIS FinalData de pagamento
118 de agosto
219 de agosto
320 de agosto
421 de agosto
524 de agosto
625 de agosto
726 de agosto
827 de agosto
928 de agosto
031 de agosto