Prorrogação do auxílio emergencial deverá ser de três parcelas

0

O Auxílio Emergencial será prorrogado, e deverá ser anunciado a qualquer momento pelo governo, que também divulgará o número de parcelas que serão liberadas. O ministro da Cidadania, João Roma, confirmou na segunda-feira (21), que o presidente deve assinar a prorrogação, o mais tardar, nesta sexta-feira (25).

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

“O presidente Bolsonaro deve anunciar ainda nesta semana a extensão do Auxílio Emergencial com novas parcelas. Os valores continuam os mesmos e quantidade de parcelas deve ser superior a duas. Vamos aguardar o pronunciamento do presidente Bolsonaro”, declarou o ministro.

Prorrogação por dois ou três meses?

Até o momento, conforme declarou o ministro da Cidadania, João Roma, a prorrogação do auxílio contará com pelo menos duas parcelas. Isso porque a liberação da prorrogação está ligada ao andamento da vacinação no país.

Sendo assim, o governo deve liberar inicialmente mais duas parcelas que seria a expectativa do ciclo de vacinação até o mês de setembro. Porém, se houver atraso na vacinação, o auxílio será estendido até outubro.

Valor das parcelas

Para a equipe do governo, a prorrogação do auxílio emergencial deve ficar em R$ 150, R$ 250 e R$ 375. Seguindo o mesmo padrão que já vem sendo disponibilizado, ou seja, dependendo da composição familiar.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil