Prova de vida do INSS: Segurado poderá ter benefício suspenso se não se recadastrar

0

Todo segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terá que realizar uma vez por ano o recadastramento, conhecido como prova de vida. Atualmente o INSS estendeu o prazo até o dia 30 de 30 novembro para fazer o procedimento, porém lembra, que os bancos continuam realizando a prova de vida.

Para quem não ainda não realizou, o INSS avisa que a partir de dezembro começará a cobrar a prova de vida.

Porém, a partir de dezembro o INSS pretende voltar a cobrar a prova de vida. Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União, a medida vale para beneficiários que moram no Brasil e no exterior.

Suspensão começou em março

A suspensão da prova de vida havia sido determinada em março, quando se tornou obrigatório o isolamento social por causa da Covid-19. Depois, aconteceu uma prorrogação até 30 de setembro, em seguida foi estendido até o dia 31 de outubro, e agora até o dia 30 de novembro.

Como fazer a prova de vida?

Será necessário o seguro ir até a uma agência bancária para fazer a prova de vida, o procedimento terá que ser na agência que você recebe o seu benefício.

Tendo em mãos, documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação). Algumas instituições bancárias já utilizam a tecnologia de biometria nos terminais de autoatendimento.

Quem não puderem comparecer nas agências bancárias por razões de dificuldades de locomoção ou doença podem fazer a comprovação de vida através de um procurador devidamente cadastrado no INSS.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil